Notícia

A Tribuna (Santos, SP)

São Paulo concentra pesquisa tecnológica brasileira

Publicado em 01 fevereiro 2009

Num círculo que se irradia a partir do município de São Paulo está a maior concentração brasileira de empresas que lançaram produtos com inovações tecnológicas, informa a recém-lançada pesquisa Performance Econômica das Regiões Brasileiras (Perb). Não é sem razão. São Paulo detém 55,7% do pessoal ocupado em pesquisa e desenvolvimento (P&D) de produtos nas indústrias e 61,1% dos pesquisadores em empresas que lançaram inovações.

Na capital paulista, 6,32% das empresas industriais apresentaram inovações (em 3,3% delas, com patentes nacionais); na Grande São Paulo, o porcentual foi de 5,59% (em 3,3%, com patentes nacionais); e em todo o Estado o índice foi de 4,73% (em 2,8%, com patente nacional).

Na Zona Franca de Manaus, 7,96% das empresas lançaram inovações tecnológicas, mas apenas 2,7% dos produtos tinham patente nacional.

Para Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, o resultado da Perb "premia o esforço de São Paulo". Ele lembra que o Estado direciona 4% de seu orçamento para P&D, enquanto outros Estados destinam menos de 2%.