Notícia

Nossa São Carlos

São Carlos recebe a USP Filarmônica e tenor alemão Johannes Grau

Publicado em 27 novembro 2019

A USP Filarmônica se apresenta no Teatro Universitário Florestan Fernandes da UFSCar na próxima quarta-feira, dia 27, às 20h30, com entrada gratuita. A apresentação conta com participação especial do tenor alemão Johannes Grau.

O maestro e professor responsável pela orquestra, Rubens Russomanno Ricciardi, preparou o repertório pensando na apresentação de obras consagradas e contemporâneas que favoreçam a formação artística e profissional da orquestra.

O programa, sem intervalo, terá início com a abertura da Ópera La forza del destino, de Giuseppe Verdi e segue com a obra Il Guarany, de Antônio Carlos Gomes. Será executada uma ária composta este ano pelo próprio maestro Ricciardi, Trauert, Oh Venus und Cupido, com poema de Catulo, tendo sido selecionada na XXIII Bienal de Música Contemporânea do Rio de Janeiro, onde foi estreada recentemente, e outras duas obras, Cantada (canção bossa-nova para canto com microfone e orquestra), com poema de Ferreira Gullar e Fantasia sobre “A Casa”, (canção infantil de Vinícius de Moraes, Sérgio Bardotti & Sérgio Endrigo).

A USP Filarmônica apresenta ainda a famosa canção Yesterday (1965), de Paul McCartney e Georg Martin, aqui com nova versão de Vitor Zafer e Rubens Russomanno Ricciardi. A conhecida canção napolitana Il sole mio também entra no repertório e aqui com arranjo e orquestração de Rubens Russomanno Ricciardi.

A USP Filarmônica encerrará a noite com a Aquarela do Brasil, de Ary Barroso, um dos sambas mais conhecidos da história, com arranjo e orquestração de Ricciardi.

A apresentação terá participação dos solistas Luana Liaw (canto com microfone, aluna do DM-FFCLRP-USP), Paulo Eduardo de Barros Veiga (violino, pesquisador bolsista da FAPESP de pós-doc junto ao DM-FFCLRP-USP), Gabriela Alves e Gabriel Morais (violoncelos, alunos do DM-FFCLRP-USP e bolsistas da USP Filarmônica).

A regência é do maestro Rubens Russomanno Ricciardi (professor do DM-FFCLRP-USP). O Concerto é dedicado in memoriam ao músico e médico ribeirão-pretano, Antonio Paulo Russomano Veiga.

O Teatro Universitário Florestan Fernandes da UFSCar está localizado Rodovia Washington Luis, Km 235, s/n – Vila Marina, em São Carlos.

As séries de Concertos da USP-Filarmônica são realizadas pelo Departamento de Música da FFCLRP-USP, em parceria com o Grupo Coordenador de Cultura e Extensão da USP de São Carlos e IQSC-USP (Instituto de Química de São Carlos). Informações pelo telefone (16) 3371-4339.

Ingressos

Os ingressos serão distribuídos a todo público, independentemente do vínculo com a USP ou UFSCar, nos seguintes locais:

– Distribuição na USP:

A partir do dia 25/11, segunda-feira, às 14h, no Centro Cultural USP, Av. Dr. Carlos Botelho, 1465.

– Distribuição na UFSCar:

A distribuição de convites da UFSCar, acontecerá na Coordenadoria de Apoio a Eventos – CAEv, no próprio dia 27/11, a partir das 14h. A CAEv está localizada ao lado dos auditórios da Biblioteca Comunitária, na área norte da UFSCar.

ATENÇÃO:

– Serão permitidos apenas 2 (dois) ingressos por pessoa.

Serviço

130º Concerto da USP Filarmônica

27/11 – 20h30

Teatro Universitário Florestan Fernandes da UFSCar

Rodovia Washington Luis, Km 235, s/n – Vila Marina

Entrada franca

Giuseppe Verdi (Le Roncole, 1813-Milão, 1901)

La forzadel destino – abertura da ópera (Milão, 1869)

Antônio Carlos Gomes (Campinas, 1836 – Belém do Pará, 1896)

Il Guarany – abertura da ópera (Milão, 1870)

Rubens Russomanno Ricciardi (*Ribeirão Preto, 1964)

– Trauert, Oh Venusund Cupido (Ribeirão Preto, 2019), ária para tenor e orquestra de cordas – com poema de Catulo (poeta romano, século I a.C.), adaptado por Paulo Eduardo de Barros Veiga, RudolfoSchallenmüller e Rubens Russomanno Ricciardi

– Fantasia sobre “A Casa” (Ribeirão Preto, 2008)- canção infantil de Vinícius de Moraes, Sérgio Bardotti& Sérgio Endrigo, para mezzo-soprano, dois violoncelos solistas e orquestra

– Cantada (São Paulo, 1983), canção bossa para mezzo-soprano e orquestra, com poema de Ferreira Gullar (São Luís do Maranhão, 1930 – Rio de Janeiro, 2016), do livro de poemas Dentro da Noite Veloz (1975).

Paul McCartney (*Liverpool, 1942)

Yesterday (1965) – versão em coautoria com Georg Martin (Londres, 1926-2016), com transcrição de Vitor Zafer e Rubens Russomanno Ricciardi (Ribeirão Preto, 2019)

Eduardo Di Capua (Nápoles, 1865-1917)

Il sole mio, canção napolitana (Nápoles, 1898), com arranjo e orquestração de Rubens Russomanno Ricciardi

Ary Barroso (Ubá, 1903 – Rio de Janeiro, 1964)

Aquarela do Brasil (1939), com arranjo e orquestração de Rubens Russomanno Ricciardi (Ribeirão Preto, 1997)

Por Marcela Moreira (Assessoria de Imprensa da USP Filarmônica)

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Jornal Primeira Página