Notícia

DCI

São Carlos inaugura Núcleo de Inovação

Publicado em 19 fevereiro 2016

Por Bete Cervi

Ribeirão Preto e Região - O Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF) inaugurou o Núcleo de Inovação do CDMF, que compõe um conjunto de oito laboratórios no Centro de Pesquisas em Materiais Avançados e Energia (CPqMAE), na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), campus São Carlos.

A instituição foi criada a partir da interação entre a UFSCar, Petrobras e Agência Nacional do Petróleo (ANP), contando com mais de R$ 20 milhões em investimentos. O Núcleo será o braço de inovação do CDMF e terá como missão estabelecer meios de transformar o conhecimento gerado nos laboratórios de pesquisa em novas aplicações tecnológicas que beneficiem a sociedade.

Um dos objetivos do Núcleo é fomentar a interação com grandes empresas, oferecendo auxílio técnico e científico.

O Centro incentiva a criação de spin-offs a partir das pesquisas no próprio CDMF pelos alunos de graduação e pós. A nChemi, uma das spin-offs do CDMF, fará parte do Núcleo através de convênios firmados com a Fapesp.

A empresa atuará na área de desenvolvimento, produção e aplicação de nanomateriais funcionais e conta com o auxílio técnico-científico e da infraestrutura do CDMF.

Bruno Lima, um dos cofundadores da nChemi, explica a importância dessa infraestrutura para o desenvolvimento da sua empresa. "Vamos criar uma planta-piloto para a produção de nanomateriais, fazendo parcerias com empresas de tecnologia. Todo esse auxílio e infraestrutura são essenciais para os primeiros passos em nossa spin-off. Isso ainda abrirá caminho para outras spin-offs e novas parcerias com grandes empresas para gerar inovação", disse.

Para o diretor do CDMF, a inovação tecnológica precisa do incentivo da instituição pública. "O Núcleo de Inovação é uma conquista dos estudantes que querem criar novas tecnologias e tornar o país mais inovador", apontou Longo.

O CDMF é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) apoiados pela Fapesp e também recebe investimento do CNPq.