Notícia

Esteta

Roger Chartier profere conferência em Bauru: Evento reúne estudiosos e pensadores da área da História da Educação Matemática

Publicado em 13 novembro 2014

Dia 2 de novembro esteve em Bauru o professor Roger Chartier, um dos mais conhecidos historiadores da atualidade. O prof. Chartier veio a Bauru atendendo a um convite do II Encontro Nacional de Pesquisa em História da Educação Matemática, organizado por um grupo de professores do Departamento de Matemática, com apoio da Capes, da Fapesp, da Proex, Vunesp e da Faculdade de Ciências da Unesp de Bauru.

O professor Vicente Garnica foi um dos organizadores do evento que aconteceu no Hotel Obeid Plaza, em Bauru, nos dias 31/10, 01 e 02 de novembro de 2014, ele explicou sobre o II ENAPHEM que reuniu cerca de 250 pesquisadores nacionais da área da História da Educação Matemática. “O professor Roger Chartier é um representante contemporâneo da conhecida Escola dos Annales, criada no início do século XX por Marc Bloch e Lucien Febvre, dentre outros importantes pensadores das Humanidades. A continuidade da Escola de Annales de Bloch e Febvre contou com a participação de Braudel, Duby, Jacques Le Goff, Ariès e Pierre Nora, por exemplo”, explicou Garnica. Ele ainda destacou que cada um desses historiadores, ao seu modo, incorporou à historiografia novos conceitos e ajudou a ampliar e diversificar o método historiográfico.

“Chartier, especificamente, compondo o que usualmente é conhecido como a quarta geração do Annales, incorporou à História Cultural estudos fundamentais sobre práticas e representações. São muito conhecidos seus livros sobre a história do livro e da leitura, alguns deles publicados pela Editora da Unesp”, esclareceu.

No II ENAPHEM, Chartier proferiu a conferência “A história cultural hoje”. O ENAPHEM reúne pesquisadores que estudam historiograficamente as práticas escolares relativas à Matemática ou, mais propriamente, o que atualmente se tem chamado de cultura matemática escolar. Muitos desses pesquisadores têm como referencial a História Cultural, e mobilizam Chartier como uma de suas principais referências. É dessa vinculação entre Chartier e os pesquisadores em História da Educação Matemática que surgiu a ideia de convidá-lo para a conferência de encerramento do evento.

Dentre as outras atividades do II ENAPHEM ressaltam-se duas Sessões de Memória, nas quais antigos professores, emblemáticos para o ensino de Matemática, foram entrevistados publicamente; várias outras mesas redondas com temas diversificados como o ensino de Matemática na época da Ditadura, a Geometria nos manuais escolares no início do século XX, o uso de periódicos e jornais para a pesquisa em História da Educação Matemática, e o “lugar” da História da Educação Matemática frente à Historiografia e à História da Educação. Dessa última mesa participaram os professores Luciano Mendes de Faria Filho, da UFMG, e Carlos Monarcha, da UNESP, dois dos maiores pesquisadores brasileiros em História da Educação.

Na abertura do evento, o professor Vicente Garnica agradeceu enfaticamente o empenho da Faculdade de Ciências e do Departamento de Matemática. “Sem o apoio irrestrito da FC e do Departamento de Matemática teria sido impossível realizar o evento. Daí nossos mais sinceros agradecimentos aos professores Paulo Noronha Lisboa Filho e Luiz Antonio da Silva Vasconcellos, representando, respectivamente, a diretoria da FC e o Departamento de Matemática, que não pouparam esforços para atender todas as nossas solicitações”.

O II ENAPHEM reuniu cerca de 250 pesquisadores nacionais da área da História da Educação Matemática, e foi realizado no Hotel Obeid Plaza, em Bauru, nos dias 31 de outubro, 1 e 2 de novembro de 2014. A programação completa do evento pode ser acessada em www2.fc.unesp.br/enaphem.

João Moretti Jr e Vicente Garnica - Faculdade de Ciências- Unesp - Bauru