Notícia

Baguete

RoboDeck: controlando robôs via voz

Publicado em 24 agosto 2012

Por Leandro Souza

O paulista Tarcisio Bezerra, em sua tese de mestrado pela Universidade Metodista de Piracicaba-SP, desenvolveu uma aplicação diferenciada para o RoboDeck, plataforma robótica de estudos criada no Brasil.

Modificando o sistema do RoboDeck, Tarcísio acrescentou funcionalidades de reconhecimento de voz local e remoto para controle dos robôs.

O projeto do mestrando, que é coordenador do curso de Ciências da Computação na Universidade de Mococa (FaFEM-SP), começou como um sistema de reconhcimento de voz local, usando o microfone embutido no próprio robô.

O primeiro projeto apresentou limitações, como a necessidade do controlador permanecer perto do robô para que a voz fosse reconhecida. Além disso, toda vez que um novo usuário fosse usar o sistema, era obrigatório calibrá-lo para diferentes vozes.

"Foi aí então que pensei uma forma de desenvolver uma forma eficiente para fazer esse controle de forma remota", afirma Tarcísio. Com isso em mente, ele realizou modificações no SDK - sistema open source onde sâo armazenados os controles para o RoboDeck - para receber comandos via internet.

Para fazer a parte de reconhecimento de voz, foi encontrada uma saída simples. Através do Voice Search, app do Google para Android e Chrome, foi possível fazer a tradução da voz em comando escrito, que por sua vez é enviado a um site ligado ao SDK.

Pelo comando de voz, é possível controlar os movimentos do robô - frente, trás, virar à esquerda e direita -, assim como outros recursos, como desviar de objetos e definir rotas específicas. Veja o vídeo:

Segundo o criador da aplicação, o tempo de resposta do mecanismo às ordens de voz depende da velocidade da internet. "Fizemos testes no Politec (USP), em uma rede de alta velocidade, e os comandos foram respondidos quase que imediatamente", explica.

OUTRAS APLICAÇÕES

O próximo objetivo é implantar o sistema de comando de voz em uma cadeira robotizada. "Por exemplo, para quem tem dificuldades em controlar um equipamento de forma manual, o uso da voz pode ser uma solução", ressalta Tarcísio.

Ele não descarta também a possibilidade de adotar este sistema em ambientes como o industrial, sendo possível controlar máquinas e outros equipamento, via comando de voz e telefone celular.

OPEN SOURCE

O projeto RoboDeck é uma plataforma robótica livre, aberta a pesquisadores e estudantes, criada pela empresa paulista X-Bot, através do programa de fomento para pequenas empresas da FAPESP.

Assim como o RoboDeck, Tarcísio também pretende deixar o seu trabalho aberto para estudantes e pessoas que desejem pesquisar e aperfeiçoá-lo. "Esta aplicação de reconhecimento de voz pode ser expandida, criando novas funcionalidades e outros usos em integração com a plataforma robótica", conclui.