Notícia

EcoPress

Riscos energéticos ganham centro na USP

Publicado em 25 julho 2007

Para estudar os riscos que o Brasil enfrenta no setor energético " entre eles o regulatório e o ambiental " e apresentar soluções que ajudem a suprir as deficiências do setor energético brasileiro, acaba de ser fechada uma parceria entre a Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) e o SAS Institute, líder mundial em inteligência analítica de negócios.

A iniciativa prevê a criação de um Centro de Estudos em Análise de Riscos, dentro da Escola Politécnica, que terá como objetivo o desenvolvimento de pesquisas e a formação de profissionais qualificados na área de energia.

Pela parceria, a Poli disponibilizará recursos humanos, entre eles professores integrantes do Grupo de Energia do Departamento de Engenharia de Energia e Automação Elétricas (Gepea). À SAS caberá fornecer soluções para a criação de métodos de análise de riscos ligados ao setor.

Segundo a Poli, a parceria abrirá espaço para a criação de uma linha de pesquisa (da qual poderão participar alunos de graduação e pós-graduação), além de cursos de treinamento.

"A Poli mantém um núcleo que, desde 1992, apóia a pesquisa produtiva, tentando encontrar, por meio da análise de demanda, fontes energéticas alternativas e formas de uso da energia mais eficientes. A criação do Centro de Estudos vem agregar essa busca por soluções, priorizando um aspecto importante, que é o da gestão das empresas ligadas ao setor", disse Marco Antonio Saidel, coordenador do Gepea.

"Se quisermos garantir a adequada atuação dos agentes do setor energético no país, será preciso medir com antecedência os gargalos e conhecer as demandas para o delineamento de estratégias e aplicação de investimentos", disse.

Mais informações: http://www.poli.usp.br