Notícia

Clube Genesis

Risco de morte pela Covid-19 é 50% maior onde há menor nível socioeconômico em São Paulo

Publicado em 17 agosto 2020

Por Junior Cesar

De acordo com uma análise feita por pesquisadores da USP (Universidade de São Paulo) com apoio da FAPESP, moradores de bairros onde há menor nível socioeconômico, correram, em média, 50% mais risco de morrer em decorrência da Covid-19 do que indivíduos que residem em vizinhanças centrais e de alto nível socioeconômico na cidade de São Paulo. O período analisado corresponde ao intervalo entre os meses de março e junho.

“A diferença no risco de morrer entre os bairros paulistanos de menor e maior nível socioeconômico pode chegar a 66% no período analisado caso sejam incluídos na conta os óbitos suspeitos, muitas vezes não confirmados por falta de testes”, afirmou Francisco Chiaravalloti-Neto, professor da Faculdade de Saúde Pública da USP e coordenador da pesquisa à Agência FAPESP.

A análise, que se baseou em dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde, teve resultados divulgados na plataforma arXiv, em artigo ainda não revisado por pares.

“Nossa análise indicou ainda que os óbitos por covid-19 na cidade de São Paulo atingiram o pico na semana epidemiológica de número 20, entre 10 e 16 de maio. Depois disso é possível observar uma tendência de estabilização, que ainda não sabemos se vai se manter”, completou Francisco Chiaravalloti-Neto.