Notícia

O Imparcial (Presidente Prudente, SP)

Rio Preto entra no projeto Genoma

Publicado em 11 dezembro 2001

Por Daniele Gonçalves - de São José do Rio Preto
Uma parceria entre a Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp), o governo estadual e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) vai liberar recursos da ordem de R$ 1,2 milhão para a construção e aparelhagem de um centro de pesquisa para o estudo de vírus causadores de doenças como o HIV, hepatite C. hatavirose e dengue. A unidade vai abranger o novo laboratório de virologia da faculdade, a 17ª instituição de ensino superior paulista a integrar o Projeto Genoma-virus. As obras, cujo inicio está previsto para dezembro, devem ser concluídas em seis meses, segundo o diretor-geral da Famerp, José Victor Maniglia. "Do montante total do empreendimento, R$ 400 mil são a nossa contrapartida para a construção do prédio. A verba da Fapesp será usada na contratação de pessoal e aquisição de equipamentos". Os médicos Plínio Luis Luppino e Edmo Garcia de Lima serão os responsáveis pela coordenação do centro de pesquisa rio-pretense, o único na região noroeste do Estado a ser construído e equipado para esse fim. Os profissionais ressaltam que, entre os trabalhos a serem desenvolvidos na unidade, figuram o isolamento e seqüenciamento genético dos vírus causadores dessas doenças. Os pesquisadores afirmam que a partir do seqüenciamento e da identificação de diferenças genéticas do vírus será possível melhorar o diagnóstico, implementar novos tratamentos e até produzir vacinas contra esses vírus. RECICLAGEM Outro papel a ser desempenhado pelo laboratório diz respeito ao treinamento técnico e reciclagem de profissionais da área por meio de cursos periódicos, conforme Luppino. "Nossa intenção é transformar esse laboratório em um centro regional de vigilância epidemiológica".