Notícia

JC e-mail

Reunião Bienal da Red-Pop é este mês na Unicamp

Publicado em 13 maio 2011

A proposta é o intercâmbio de experiências e resultados práticos entre diversos profissionais e pesquisadores atuantes no ramo de divulgação científica.

A 12ª Reunião Bienal da Rede de Popularização da Ciência e da Tecnologia da América Latina e do Caribe (Red-Pop) ocorre de 29 de maio a 2 de junho, na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Organizado pelo Museu Exploratório de Ciências - Uinicamp, o evento recebe o apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação (Unesco) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Mais de 290 trabalhos entre comunicações orais, pôsteres digitais, oficinas e mini-cursos integram a programação, além das conferências magnas e do concurso de vídeo Minuto Científico, destinado não apenas às instituições ou profissionais do ramo de divulgação, mas também a comunidade em geral.

O encontro celebra os 20 anos da Red-Pop, tendo como tema A Profissionalização do trabalho de divulgação científica, ao considerar o importante papel de centros e museus de ciências, programas de educação não-formal, veículos de comunicação, entre outros profissionais, instituições, canais e meios, em facilitar o acesso da sociedade ao conhecimento científico.

Partindo do pressuposto de que, em geral, os divulgadores científicos têm sua formação básica associada aos conteúdos (cientistas das mais diversas áreas que se dedicam parcial ou integralmente à divulgação) ou aos meios e recursos de comunicação diversos (museologia, educação, imprensa, vídeo, engenharia e outros), a bienal norteará as discussões seguindo cinco eixos temáticos: Educação não-formal em ciências; Jornalismo científico; Programas e materiais para museus de ciências: materiais e práticas concretas; Museografia e museologia científica; Público, impacto e avaliação dos programas.

A edição 2011 da Bienal Red-Pop supera em mais de 60%, o número trabalhos submetidos e aprovados na edição2009, realizada em Montevidéu. Ao todo, 11 países farão parte desse encontro. O Brasil lidera o número das apresentações, com 182 artigos, seguido da Colômbia, com 31 e México, 28.

(Ascom Unicamp)