Notícia

ClimaInfo

Restauração de Paisagens e Ecossistemas

Publicado em 27 agosto 2019

O relatório da Plataforma Brasileira de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (BPBES) e do Instituto Internacional para Sustentabilidade (IIS) foi elaborado por 45 pesquisadores de 25 instituições. Reúne o conhecimento científico sobre iniciativas, práticas e políticas públicas que visam o uso mais sustentável do solo no Brasil. A motivação vem do fato do país ter perdido 70 milhões de hectares de vegetação nativa nos últimos 30 anos, os quais, em sua maior parte, viraram terras abandonadas, mal utilizadas, em processo de erosão e que pouco agregam ao país. Um dos autores, Bráulio Dias, professor da UnB, diz que “essas áreas não contribuem para a produção de alimentos, para qualquer outra atividade econômica e nem para os serviços ecossistêmicos. Sua restauração deveria ser uma prioridade nacional!”

O trabalho foi lançado na semana passada e pode ser baixado preenchendo-se um pedido aqui.

Jornal da Unicamp tem uma matéria a respeito. A Agência Fapesp também deu uma matéria destacando a meta de se reflorestar 12 milhões de hectares até 2030.