Notícia

Cãmara Espanhola - Cámara Oficial Española de Comercio en Brasil

REPSOL SINOPEC INICIA PROJETO QUE DESENVOLVERÁ TECNOLOGIA DE CAPTURA DE CO2 PARA PRODUÇÃO DE HIDROCARBONETOS VERDES

Publicado em 10 maio 2021

Com este projeto pioneiro, a Repsol Sinopec inaugura a sua linha de Pesquisa & Desenvolvimento em Gestão de Carbono, reforçando o seu compromisso com a sustentabilidade no caminho da transição energética.

O projeto de pesquisa e desenvolvimento “CO2CHEM” lançado pela a Repsol Sinopec vai trabalhar no desenvolvimento de tecnologias inovadoras de captura de CO2 para produção sustentável e economicamente viável de hidrocarbonetos verdes, ou seja, compostos químicos produzidos através de processos industriais que não emitem gases do efeito estufa. Esses hidrocarbonetos podem ser combustíveis verdes, como diesel e gasolina verde, ou até parafinas especiais utilizadas na fabricação de vários produtos utilizados no nosso dia a dia.

“Atualmente, a redução das emissões de CO2 é um dos pilares fundamentais da nossa estratégia de Pesquisa e Desenvolvimento, alinhado ao objetivo global do grupo Repsol de ter zero emissões líquidas até 2050. Uma das alternativas que exploramos é a utilização do CO2 proveniente de diferentes fontes para gerar produtos de alto valor agregado, como combustíveis e produtos químicos, especialmente aqueles que ainda não possuem substitutos. Esse processo industrial é mais sustentável ao fechar o ciclo do carbono e diminuir a pegada de CO2 das nossas atividades” – Complementa Támara García, Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da Repsol Sinopec.

Os pesquisadores vão trabalhar do desenvolvimento à implantação em escala piloto de dois sistemas integrados com tecnologias nacionais capazes de consumir CO2 de diferentes fontes, como por exemplo das atividades de exploração e produção offshore para produção dos hidrocarbonetos verdes, em um ciclo fechado de produção e consumo de CO2 alimentado por fontes de energia renovável.

Como esses sistemas serão os primeiros processos integrados de geração de hidrocarbonetos verdes a partir de CO2 em escala piloto do Brasil, o CO2CHEM é considerado um projeto pioneiro e com ele, a RSB inaugura a sua linha de Pesquisa & Desenvolvimento em Gestão de Carbono, reforçando o seu compromisso com a sustentabilidade, no caminho da transição energética.

Research Center for Gas Innovation (RGCI-USP) em parceria com a Repsol Sinopec Brasil (RSB), em fevereiro de 2020. No evento, especialistas debateram questões relevantes para a gestão de carbono e identificaram a possibilidade da criação do projeto.

Com ideia inicial em rascunho, a RSB se juntou a importantes parceiros, como a empresa Hytron, parte do grupo NEA, o Departamento de Engenharia Química da Escola Politécnica da USP e o SENAI CETIQT, através do Instituto SENAI de Inovação em Biossintéticos e Fibras, para desenvolvimento do projeto CO2CHEM.

Além dessas instituições, o Instituto alemão Fraunhofer participará em algumas etapas do projeto, firmando uma importante colaboração para transferência tecnológica da Alemanha para o Brasil. O projeto contará também com o apoio do RCGI, o centro de pesquisas financiado pela FAPESP e baseado na USP, que foi parceiro da RSB desde o início da concepção de ideias para o projeto e que vem se destacando no desenvolvimento de tecnologias para a mitigação de gases de efeito estufa.

Dada sua relevância para o setor, o projeto CO2CHEM tem apoio financeiro da Agência Nacional do Petróleo (ANP) e da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII). Adicionalmente, outras importantes agências de fomento à pesquisa, como a FAPESP, têm demonstrado interesse na linha de pesquisa do projeto.