Notícia

Oboré

Repórter do Futuro: ocupação humana, ecossistema e mudanças climáticas são temas das conferências deste sábado, 12, no IEA-USP

Publicado em 10 maio 2012

Neste sábado, dia 12, no Instituto de Estudos Avançados da USP, os estudantes do módulo Amazônia do Projeto Repórter do Futuro participarão de duas conferências de imprensa, onde serão abordados os temas da ocupação humana na Amazônia, sob a ótica arqueológica, e o funcionamento de seu ecossistema com foco nas mudanças climáticas. Quem vai abordar a questão da ocupação humana na região é o arqueólogo Eduardo Góes Neves, professor do Museu de Arqueologia e Etnologia da Univerdidade de São Paulo. 

 

Em um de seus artigos, o arqueólogo coloca a Amazônia entre os lugares do mundo onde ocorre um tênue equilíbrio entre as exigências da pesquisa e as condições logísticas da prática arqueológica. "O desconhecimento da história antiga da ocupação humana na região é diretamente proporcional às dimensões continentais de lá", escreveu Neves. Ele destaca ainda a relação especial que existe entre os arqueólogos e os moradores da região, sejam índios, caboclos ou migrantes que chegaram ali. "Na Amazônia, a arqueologia tem sabor particular porque, em muitos casos, os atuais habitantes dos lugares onde se encontram os sítios descendem dos antigos ocupantes". Em Manaus, Neves coordena o laboratório de arqueologia que reúne milhares de peças retiradas da área de influência do gasoduto Coari-Manaus e foi relator do projeto que propôs o tombamento do Encontro das Águas no conselho consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico (Iphan). 

 

Já o ecossistema da região e sua influência sobre as mudanças climáticas será abordado pelo professor do Instituto de Física da Universidade de São Paulo (USP) Paulo Artaxo, membro da Academia Brasileira de Ciências, que está há mais de 20 anos à frente do Experimento de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia, o LBA, vinculado ao Instituto Nacional de Pesquisas Ambientais (INPA).  "É fundamental que a população amazônica, hoje de cerca de 18 milhões de brasileiros, possa utilizar os recursos da floresta para seu desenvolvimento. É preciso ciência de alta qualidade contribuindo com este esforço, bem como políticas públicas federais, estaduais e municipais coerentes", afirmou Artaxo em entrevista ao site do Globo Universidade.

Programação do sábado

8h às 8h30 - Café da manhã comunitário

8h30 às 9h - Reunião de pauta com os estudantes

9h às 9h50 - Conferência / Eduardo Goes Neves (MAE/USP – Museu de Arqueologia e Etnologia da USP)

9h50 às 10h40 - Entrevista Coletiva

10h40 às 10h50 - Homenagem/agradecimentos ao palestrante

10h50 às 11h - Intervalo

11h às 11h50 – Conferência / Paulo Artaxo Netto (IFUSP – Instituto de Física da USP)

11h50 às 12h40 - Entrevista coletiva

12h40 às 12h50 - Homenagem/agradecimentos ao palestrante

12h50 às 13h10 - Avaliação das coletivas de imprensa com os estudantes/encerramento

 

Sobre os conferencistas

Eduardo Góes Neves - Graduado em História pela Universidade de São Paulo, Mestre e Doutor em Arqueologia pela Universidade de Indiana, Estados Unidos. É professor do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo, onde ensina na Graduação e Pós - Graduação, e do Programa de Pós-Graduação em Ciências do Ambiente da Universidade Federal do Amazonas. Realiza pesquisas e orienta trabalhos acadêmicos na bacia amazônica. Foi consultor para a implementação do Curso Superior de Tecnologia em Arqueologia da Universidade do Estado do Amazonas. Presidiu a Sociedade de Arqueologia Brasileira entre 2009 e 2011.

Paulo Eduardo Artaxo Netto -  Realizou sua graduação em Física pela Universidade de São Paulo (1977), mestrado em Física Nuclear pela USP (1980) e é Doutor em Física Atmosférica pela USP (1985). Trabalhou na NASA (Estados Unidos), Universidade de Antuérpia (Bélgica), Lund (Suécia) e Universidade de Harvard (Estados Unidos). Atualmente é professor titular do Departamento de Física Aplicada do Instituto de Física da USP. Trabalha com física aplicada e problemas ambientais, atuando principalmente nas questões de mudanças climáticas globais, meio ambiente na Amazônia, física de aerossóis atmosféricas, e outros temas. É membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC), e da academia de ciências dos países em desenvolvimento (TWAS) é membro da coordenação do Programa FAPESP de Mudanças Globais e da Rede CLIMA do MCT. É representante da comunidade científica no CONAMA (Conselho Nacional de Meio Ambiente).

 

Links recomendados:

 

Artigo de Eduardo Góes Neves: http://mauriciodepaivaentorno.com/Texto%20Eduardo.html

Entrevista Eduardo Góes Neves para A Crítica http://acritica.uol.com.br/amazonia/Pesquisador-arqueologia-amazonica-ignorada-publico_0_610739083.html

Artigo de Paulo Artaxo: http://150.163.158.28/lba/site/?p=americasul&t=0

Entrevista de Paulo Artaxo para Globo Universidade: http://redeglobo.globo.com/globouniversidade/noticia/2012/03/paulo-artaxo-explica-o-significado-do-experimento-de-grande-escala-da-biosfera-atmosfera-na-amazonia.html

Acompanhe as atividades deste módulo no site laboratório do projeto www.reporterdofuturo.com.br