Notícia

Investe São Paulo

Relatório mostra números do ecossistema tecnológico de São Carlos

Publicado em 26 janeiro 2021

São Carlos (SP) é considerado por muitos empresários do ramo tecnológico como a cidade com potencial para ser o "Vale do Silicio" brasileiro. O apelido é dado pelo cenário de empreendedorismo tecnológico e inovação do município.

Atualmente São Carlos conta com 179 startups e empresas de tecnologia em estágios mais avançados de maturidade. A informação foi divulgada em um levantamento realizado pela SancaHub, uma comunidade de empreendedorismo tecnológico.

A maior parte das empresas de tecnologia atua em áreas como desenvolvimento de software, em segundo lugar estão as organizações de gestão empresarial, seguido por empresas de tecnologia focadas em marketing, martechs, e saúde, as healthtechs.

Mas como São Carlos se tornou esse polo?

Um dos grandes atrativos para as empresas são os nove polos educacionais da cidade, que incluem a Universidade de Sao Paulo (USP) e a Universidade Federal de Sao Carlos (UFSCar), como explica o CEO e co-fundador do Onovolab, Anderson Criativo.

"Desde a chegada da USP, em 1948, da UFSCar, em 1968, a cidade já ganhou um contorno muito diferente de uma cidade convencional. É muito raro um município que tenha tanto conhecimento em tão pouco espaço e população tão pequena. Estamos falando de 250 mil habitantes e de 40 mil universitários, universidades enormes, Embrapas e coisas do tipo", comenta.

Atualmente, em São Carlos, são cerca de 2,5 mil doutores morando na cidade, a maioria atuante na academia ou nas empresas tecnológicas lá baseadas.

Ano passado, o cenário acadêmico ganhou mais um elemento no cenário tecnológico. Foi inaugurado o centro de pesquisas de inteligência artificial (IA) financiado pela IBM, pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e pela USP.

Além disso, o relatório do SancaHub mostra que a cidade atualmente conta com 17 coworkings e espaços de inovação, como o Onovolab. Para Anderson Criativo esses espaços acomodam empresas e conhecimentos que refletem na cidade.

"Ele já está se refletindo da seguinte maneira: não só startups estão presentes neste ecossistema, mas grandes empresas, então são grandes geradoras de empregos na cidade. Grande parte dos empregos da cidade hoje estão ligados ao conhecimento, à tecnologia e inovação. É uma tendência que tende a aumentar ao longo desta década, com grandes empresas trazendo áreas de tecnologia e inovação, de ciências de dados, inteligência artificial, tudo por conta dessa presença forte das universidades no município", relata.

O Onovolab conta com o Santander, Movile e Luiza Labs entre as grandes empresas alocadas no centro.

O relatório traz, por fim, o número de eventos ligados ao empreendedorismo, são 200, incluindo cinco TEDx entre os anos de 2012 e 2020. O mapeamento da SancaHub foi realizado pela Liga de Empreendedorismo de São Carlos (Lesc), com o apoio da Arquivei, Beta Learning, IAM Lab, Itera, Monitora, Onovolab, Predify, Tech.fit, WHF, Wikilab, Casale, Digital Innovation One, Dinâmica Energia Solar, Humanizadas, Instituto Inova, Já Vendeu!, Onii, Proethic, Sigalei, Stoq, UFSCar e ICMC-USP.

fonte: https://www.acidadeon.com/saocarlos/economia/NOT,0,0,1577134,relatorio-mostra-numeros-do-ecossistema-tecnologico-de-sao-carlos.aspx

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
A Cidade On (São Carlos, SP)