Notícia

Sociedade Brasileira de Computação

Registro de domínios passa ao NIC.br

Publicado em 07 dezembro 2005

Agência Fapesp

O Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), em reunião realizada em 21 de outubro de 2005, aprovou proposta de que as funções administrativas relativas ao domínio .br, como a execução do registro de nomes de domínio e a alocação de endereços IP (protocolo de internet), sejam atribuídas ao Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br).
A proposta foi encaminhada ao Conselho Técnico-Administrativo (CTA) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e aprovada em reunião no dia 30 de novembro.
O CTA da FAPESP ressaltou a importância de que fosse conduzida uma transição rápida da competência delegada à Fundação referente às atividades de registro ao NIC.br.
A partir de 5 de dezembro de 2005, o NIC.br assume a gestão do Registro.br de acordo com as normas vigentes, ficando mantidos, sem interrupção, sem alteração de valor e sem mudança na forma, o nível e a qualidade do serviço atualmente prestado.
No ofício assinado pelo presidente da FAPESP, Carlos Vogt, encaminhando ao CGI.br a deliberação do CTA da Fundação, fica também ressaltada a necessidade de que haja, de comum acordo entre aquele comitê, a Fundação e as autoridades governamentais concernidas, uma política de aplicação dos recursos decorrentes do registro de domínios sob gestão da FAPESP totalmente comprometida com os objetivos de pesquisa e desenvolvimento da internet em São Paulo e no Brasil.
Em anúncio, o CGI.br manifestou profundo agradecimento pelos inestimáveis serviços que a FAPESP sempre prestou no estabelecimento da internet no Brasil.
Desde a sua criação, em 1995, o Comitê Gestor tem compartilhado com a FAPESP muitas das responsabilidades de administrar recursos centrais para o desenvolvimento da internet, como é o caso do registro de nomes de domínio e a distribuição de números IP.
Com o elevado crescimento da internet no Brasil, em números acima da média mundial, tornou-se necessária a criação de uma nova estrutura para abrigar o registro brasileiro. Em 2002, os serviços foram transferidos da sede da FAPESP para a então nova sede do CGI.br.
No ano seguinte, foi criado o NIC.br, como uma entidade civil e sem fins lucrativos. Completado o processo de transferência das responsabilidades entre as entidades, o NIC.br passa a assumir todas as tarefas do registro no país.
O CGI.br destaca que as atividades técnicas e burocráticas do registro ficam a cargo do NIC.br, mas a estratégia e a visão de futuro da participação das redes de desenvolvimento do país são assuntos em que a comunidade científica, aqui tão bem representada pela FAPESP, tem o papel de ator principal.
Mais informações: Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR: www.nic.br.