Notícia

Gestão C&T

Região amazônica sediará oito institutos nacionais de ciência e tecnologia

Publicado em 17 novembro 2008

A região amazônica será contemplada com oito institutos nacionais de ciência e tecnologia. Deste total, quatro terão sede no Pará e outros quatro, no Amazonas. A informação foi dada no dia 14, pelo presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Pará (Fapespa), Ubiratan Hollanda, que participou, em Brasília, da reunião de avaliação das propostas submetidas ao edital do Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia, do MCT.

O encontro também contou com a participação dos presidentes das FAPs de Minas Gerais (Fapemig), do Rio de Janeiro (Faperj), de São Paulo (Fapesp), do Amazonas (Fapeam) e de Santa Catarina (Fapesc). Também estiveram presentes representantes do CNPq e do Ministério da Saúde. No total, as propostas somaram R$ 467 milhões.

Ao longo da semana foram realizadas duas rodadas de avaliação. Na primeira, foram avaliadas as propostas nacionais e, na segunda, as internacionais. Todos os projetos foram expedidos em abordagem feita por região.

A região Norte marcou presença na primeira rodada, com a participação da Fapespa e da Fapeam, que apresentaram 14 propostas de criação dos institutos. Deste total, oito foram aprovadas, sendo quatro para o Estado do Amazonas e outras quatro, para o Pará. As propostas somam R$ 42 milhões. “Isto é bastante significativo. A região amazônica aprovou muito mais que a região Nordeste, por exemplo, graças à participação da Fapespa e da Fapeam na reunião”, disse Hollanda, em matéria publicada pela fundação paraense.

O Pará contará com R$ 19,6 milhões para implantar os seus quatro institutos. Deste total, a Fapespa financiará R$ 8 milhões e o restante ficará a cargo do CNPq. O Estado também passou a integrar o Comitê de Coordenação do Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia, junto com os Estados do Amazonas e de Santa Catarina. As unidades da Federação foram incluídas na instância por meio de uma portaria do MCT, que foi republicada no dia 12 no Diário Oficial da União.

Na mesma data, outra portaria do ministério nomeou os representantes dessas fundações que irão compor o comitê: Odenildo Sena (Fapeam); Ubiratan Hollanda (Fapespa); e Cezar Zucco (Fapesc). O colegiado já contava com a participação das FAPs de Minas Gerais (Fapemig), de São Paulo (Fapesc) e do Rio de Janeiro (Faperj). A Fapeam, a Fapesc, a Fapespa e a Fapemig são instituições associadas à ABIPTI.

As propostas selecionadas pelo edital serão oficialmente divulgadas no dia 27 de novembro, em Brasília, com a presença de governadores, secretários, ministros e do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante a cerimônia de entrega do Prêmio Jovem Cientista.

Para ter acesso à portaria que insere os Estados do Pará, Amazonas e Santa Catarina no Comitê de Coordenação dos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia, acesse este link.

(Com informações da Fapespa)