Notícia

Jornal Diário online

Rede Mulher pode se tornar interligado

Publicado em 09 março 2006

Comitê Gestor de Segurança e Qualidade de Vida desenvolve projeto para otimizar os serviços da Rede Mulher, que integra diversas entidades do município no atendimento às mulheres vítimas de violência.
A intenção é informatizar o sistema de atendimento, além da criação de juizado especial para casos que envolvem a mulher e intensificar os trabalhos de prevenção.
Delegacia da Mulher, hospitais, promotoria, secretarias municipais, polícias militar e civil, entre outras entidades fazem parte da Rede Mulher. As queixas podem ser direcionadas a qualquer órgão que fará o encaminhamento conforme a necessidade da vítima.
O que é feito hoje através de papelada ficará, de acordo com o projeto, interligado em rede de computadores, on line. Todas as entidades terão acesso às informações da vítima instantaneamente.
"O projeto também prevê a criação de juizado especial para crimes de violência contra a mulher. Hoje esses crimes são tratados como baixo potencial ofensivo e geralmente o agressor recebe penas leves, como trabalho à comunidade ou pagamento de cestas básicas", relata a socióloga e pesquisadora do Comitê Gestor de Segurança, Patrícia Buim.
A proposta, segundo ela, é fazer com que os agressores, tanto homens quanto mulheres participem de grupos reflexivos de reeducação familiar.
Outro objetivo do projeto é pautar a prevenção e dar continuidade aos trabalhos de campo e campanhas de prevenção. O projeto está finalizado e enviado à FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) em busca de financiamento.
Caso seja aprovado deve entrar em funcionamento a partir de 2008. No entanto, segundo Patrícia, nada impede que seja desenvolvido em parceria com as entidades que já fazem parte da Rede Mulher. "Podemos buscar a viabilidade em outros órgãos, independente da aprovação da FAPESP. Só depende do envolvimento das parcerias", diz.
Antes de ser enviado à FAPESP, o projeto será apresentado às entidades da Rede Mulher e secretarias municipais.