Notícia

UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas

Rede internacional de estudos sobreclima e sociedade se reúne em Madri

Publicado em 05 junho 2012

Entre os dias 27 e 30 de maio, pesquisadores do Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (Nepam) da Unicamp participaram do II Workshop da Rede Ibero-americana de Pesquisa em Ambiente e Sociedade, na Universidade Carlos III, em Madri (Espanha). Este encontro consolida o esforço de pesquisadores do Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Cuba, Espanha, México, Peru e Portugal na construção de um diálogo sobre pesquisas científicas que consideram a relação entre o fator humano e mudanças ambientais e climáticas em áreas protegidas e seus entornos.

O II Workshop, dirigido pela professora Mercedes Pardo, do grupo de pesquisa sobre Sociologia da Mudança Climática e Desenvolvimento Sustentável da Universidade Carlos III, deu continuidade ao primeiro, visando também ampliar a Rede na Europa através da Espanha e Portugal, criando novas alianças, convidando novos membros, fortalecendo os projetos apresentados anteriormente.

O primeiro encontro da Rede foi realizado no Brasil em dezembro de 2011, liderado pelo Nepam, sob a figura da coordenadora do Projeto Clima, Lúcia da Costa Ferreira. Com mais de 30 pesquisadores participantes, os temas tratados foram vulnerabilidade, uso de recursos naturais, sustentabilidade, conflitos sociais e políticas públicas. Buscou-se a formação de um sistema de práticas e saberes que crie uma interface entre distintos atores e distintas disciplinas acadêmicas.

De acordo com Iván Lopez Pardo, pesquisador da Universidade Carlos III, o objetivo da Rede é promover o intercâmbio de conhecimento científico e de ferramentas de gestão para as áreas de proteção ambiental, de novos métodos de investigação no campo socio-ambiental, assim como a publicação e divulgação conjunta de material científico e a geração de novos projetos de pesquisa.

A deterioração ambiental do planeta, e, sobretudo, as mudanças ambientais e climáticas que estão ocorrendo no último século, denotam mais do que nunca o traço global das sociedades contemporâneas. Hoje em dia vem aumentando o consenso entre a comunidade científica sobra a origem antropogênica destes fenômenos; em outras palavras, cientistas da área vêm percebendo que o ser humano tem grande influência neste processo de mudanças climáticas.

“Por esta razão, quando falamos de dimensões humanas colocamos a ênfase na importância da atividade humana sobre o meio natural, e, em consequencia, da relevancia da cultura e valores sociais predominantes que determinam comportamentos, assim como a relevância  de chamar a responsabilidade para o conjunto da sociedade mediante processos de deliberação e participação pública.”, afirma Pardo.

Projeto Clima
O Projeto Clima do Nepam e do Núcleo de Estudos de População (Nepo), ambos da Unicamp, é um projeto temático financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de São Paulo (Fapesp), que tem por objetivo compreender como as dinâmicas demográficas e sociais interagem com as dinâmicas ecológicas, numa região de alta vulnerabilidade ambiental – o litoral de São Paulo – em um contexto de mudança climática global.