Notícia

Metal Mecânica

Recursos humanos

Publicado em 01 setembro 2005

Ficou mais fácil para estudantes e profissionais de usinagem compreenderem os complexos meandros da linguagem CNC. Desenvolvido pela empresa paulistana Adiante Informática, um software batizado de "CNC Programmer" ajuda os alunos não só a entenderem a execução do processo de usinagem, como programa o tempo de fabricação da peça e simula todos os desdobramentos necessários para executar a sua produção.
O software foi idealizado pelos dois sócios da Adiante, Marco Stipkovic, professor do Departamento de Mecatrônica e Sistemas Mecânicos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), e Sérgio Luis Rabelo de Almeida, então aluno do mesmo curso e que hoje dá aulas na Universidade Mackenzie e no Instituto Mauá de Tecnologia, ambos também de São Paulo.
O projeto de desenvolvimento custou cerca de R$ 70 mil, dos quais R$ 45 mil oriundos do Programa Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas (Pipe) da Fapesp, órgão paulista de fomento à pesquisa.
O novo programa está sendo ótima mente recebido pelo mercado. O software já foi vendido para o Serviço Nacional da Indústria (Senai), que o instalou em 14 unidades espalhadas pelo Brasil, entre as quais as de São Paulo, Paraná, Goiás e Santa Catarina. A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) também adquiriu o programa para o seu curso de engenharia mecânica.
Recriação - "O segredo do CNC Programmer é que ele recria o ambiente industrial e atua como se fosse efetivamente um planejador, analisando todos os parâmetros envolvidos na tarefa pro posta", explica Rabelo de Almeida. "E é todo em português, o que facilita enormemente o aprendizado".
De fato, os softwares similares existentes no mercado destinam-se apenas a profissionais que já trabalham na produção industrial e a maioria é em inglês e tem preços proibitivos para as escolas. O CNC Programmer custa apenas R$ 2 mil.
O software é compatível com as principais máquinas de usinagem usadas pelo mercado. De qualquer forma, o CNC Programmer foi desenvolvido com arquitetura aberta, o que permite modificações no seu uso, sob a supervisão da empresa, conforme a máquina e a necessidade do cliente.
Uma pequena peça foi desenvolvida pelos pesquisadores para proteger o programa de cópias piratas. Ela é implantada na parte de trás do computador. O sistema só funciona se tiver essa peça, que faz parte do pacote do software.
Entre as funções do programa estão selecionar as ferramentas adequadas, estabelecer as condições de usinagem e calcular quanto a máquina consome de energia elétrica para fabricar as peças. As ferramentas e as máquinas são escolhidas de acordo com a geometria das peças. Assim, as peças cilíndricas são trabalhadas em tornos. Já as prismáticas são feitas em fresadoras.
Além disso, o software escolhe a máquina que tem a potência adequada para executar a tarefa programada, simula o tempo de fabricação e gera o orçamento com precisão, sem necessidade de fazer uma peça-piloto.
O software possibilita ainda observar as peças em formato tridimensional, permitindo ao aluno analisá-las por vários ângulos antes de ser fabricada. Os recursos foram implementados para que o aluno possa realmente aprender. Se um parâmetro for digitado incorretamente, por exemplo, o erro é apontado com uma mensagem de alerta.