Notícia

O Estado de S. Paulo

Raridades do Instituto de Biociências da USP

Publicado em 04 abril 2010

Há 16 anos, a bibliotecária Nelsita Trimer iniciou a organização dos livros raros do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (IB-USP). Décadas de traças, carunchos e fungos ameaçavam relatos de pesquisas, belas gravuras e registros únicos de animais e plantas, alguns deles já extintos. Libertados da poeira, cerca de 2.440 títulos podem agora ser consultados por cientistas e visitantes na sala de obras raras do instituto. "O acervo não é grande, mas contém as obras essenciais", disse Gerhard Jarms, biólogo alemão [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.