Notícia

Farol da Bahia

Ranking dos cientistas mais influentes do mundo tem quatro brasileiras

Publicado em 28 novembro 2019

O Brasil conquistou mais uma vitória no mundo feminino. Quatro mulheres brasileiras estão entre o ranking de pesquisadores mais influentes do mundo em 2019. No total, o Brasil conta com 15 nomes na lista. Renata Bertazzi Levy, da Universidade de São Paulo (USP), Henriette M. C. de Azeredo e Renata Valeriano Tonon (ambas da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária — Embrapa) e Miriam D. Hubinger (Universidade Estadual de Campinas — Unicamp) são as representantes brasileiras.

O reconhecimento foi feito pelo instituto britânico Clarivate Analytics, que listou mais de seis mil pesquisadores em 60 países.

Doutora em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo e com pesquisas pela Fapesp (órgão de fomento do estado de São Paulo), Renata estuda epidemiologia nutricional e é referência quando o assunto é o impacto social e na saúde causado pelo consumo de alimentos ultraprocessados. “O Brasil é um país enorme. Ter tão poucos nomes nessa lista é reflexo do pouco que se investe na ciência neste país. Acho que o Brasil tinha que ter mais cientistas e mais mulheres na lista”, destacou.