Notícia

Notícias ao Minuto

Raios cósmicos que 'bombardeiam' a Terra vêm de fora da Via Láctea

Publicado em 25 setembro 2017

Pesquisadores participantes do maior observatório do mundo dedicado ao estudo e à detecção de raios cósmicos, o Pierre Auger, localizado na província de Mendoza, na Argentina, descobriram que, acima de um determinado nível de energia, essas partículas, que são as mais energéticas da natureza e atingem constantemente a atmosfera terrestre, têm origem extragaláctica.

De acordo com a pesquisa publicada pela revista Exame, a descoberta foi descrita em um artigo publicado nesta sexta-feira (22) na revista Science pela colaboração, que conta com a participação de cerca de 500 cientistas, provenientes dos 17 países-membros, dentre eles 30 do Brasil.

“A chance de essa conclusão ser fruto do acaso é de dois em 10 milhões”, disse Carola Dobrigkeit Chinellato, professora do Instituto de Física Gleb Wataghin da Universidade Estadual de Campinas(IFGW- Unicamp) e presidente da comissão brasileira no Observatório Pierre Auger, a Victoria Flório em entrevista à revista Pesquisa FAPESP.