Notícia

Diário de Suzano

Radar Meteorológico de Salesópolis monitora chuvas no estado de São Paulo

Publicado em 14 setembro 2008

O Radar Meteorológico da Barragem de Ponte Nova em Salesópolis faz um trabalho de monitoramento das chuvas em grande parte do estado de São Paulo. De acordo com o engenheiro responsável pelo radar, José Antônio Boani, o equipamento tem a capacidade de monitorar áreas de até 240 quilômetros de distância do município. “Além da região do Alto Tietê e do São Paulo, conseguimos alcançar regiões como Rio Claro, Vale do Ribeiro, litoral, parte do Sul de Minas e do Rio de Janeiro”.

O radar monitora qualquer situação de chuva, e dependendo do caso emite alerta para os lugares que precisam se precaver, principalmente com o risco de enchentes, uma vez que recebe informações dos postos de telemetria, instalados em alguns rios, que informa a respeito do nível da água e a quantidade de chuvas.

Os dados sobre o tempo chuvoso captados no radar de Salesópolis são enviados para o Centro Tecnológico de Hidráulica que fica nas dependências da Universidade de São Paulo (USP), no qual repassa para órgãos como Defesa Civil e outros responsáveis por questões de clima nas cidades onde estão ocorrendo as chuvas. Boani contou que também passa os relatórios para o Centro de Gerenciamento do estado de São Paulo, e para algumas emissoras de televisão.

O engenheiro explicou que oito pessoas entre técnicos e operadores trabalham no radar, que funciona 24 horas por dia, sete dias da semana, já que o monitoramento não pode ser interrompido, porque dever ser observado se os dados estão registrando normalmente, além do acompanhamento contínuo das chuvas.

O radar é um equipamento que integra o Sistema de Alerta a Inundações de São Paulo (Saisp), que é operado pela Fundação Centro Tecnológico de Hidráulica (FCTH), em que a cada cinco minutos são gerados boletins sobre as chuvas e suas conseqüências na cidade de São Paulo.

O monitoramento hidrológico do Saisp é feito também pela Rede Telemétrica de Hidrologia do Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo (DAEE), em conjunto com o Radar Meteorológico de São Paulo (Ponte Nova), de propriedade do DAEE e adquirido em convênio com a Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

Localização: Salesópolis foi escolhida para abrigar o radar pela altitude e por ser um lugar que não possui prédios por perto, o que atrapalharia a emissão de ondas do equipamento, que já tem 20 anos.