Notícia

UOL

Racionais MC e "Camaro Amarelo" estão em lista de obras para ingresso na UnB

Publicado em 24 janeiro 2013

Além do conhecimento de obras musicais clássicas como "Carmina Burana", de Carl Orff, e "Primavera", de Vivaldi, os candidatos da primeira etapa do PAS (Programa de Avaliação Seriada) da UnB (Universidade de Brasília) devem incluir em seus estudos o rap "Vida Loka parte 2", dos Racionais MC, o hit "Camaro Amarelo", de Munhoz e Mariano, e "Cuitelinho", já de domínio público, na versão dos sertanejos Pena Branca e Xavantinho.

A nova lista de Objetos de Conhecimento foi divulgada pelo Cespe/UnB (Centro de Seleção e de Promoção de Eventos) e inclui textos, peças de teatro, músicas e obras de artes visuais. Objetos de Conhecimento Os Objetos de Conhecimento fazem parte da Matriz de Objetos de Avaliação do PAS/UnB, que norteia o que é avaliado nas provas, apontando quais habilidades e competências serão avaliadas. PAS/UnB: Primeira Etapa Subprograma 2013-2015 (em reformulação para atualização de obras) Fonte: Cespe/UnB

Foram incluídas na nova lista as manifestações culturais populares dos festejos de "Congada" e "Catira" do Centro-Oeste.

Para dar lugar as novas músicas, foram excluídas da lista canções como "A violeira", de Chico Buarque, e "Eu nasci há dez mil anos atrás", de Raul Seixas. Na linha de músicas mais atuais, também foram tiradas da relação "Daqui pra frente" e "Cedo ou tarde", da banda NX Zero.

Na parte de textos, foram incluídos artigos da Revista Darcy - uma publicação da UnB - e também de textos da Revista Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo). Para o consultor da Gerência de Interação Educacional do Cespe/UnB, Rogério Basali, a inclusão dos textos de divulgação científica é uma das novidades para essa primeira etapa.

Segundo nota do Cespe, "as obras servem como referência, porém não exclusivas, para a elaboração das provas. Cada uma delas deve ainda estar vinculada a, no mínimo, cinco Objetos de Conhecimento para que seja selecionada".

De acordo com o coordenador acadêmico do Cespe/UnB, Marcus Vinicius Soares, as mudanças procuram "aperfeiçoar o instrumento de avaliação, tornando-o cada vez mais acessível para todos que dele se utilizam".

A lista de obras ainda é preliminar e, segundo o Cespe/UnB, o texto final dos Objetos de Conhecimento será disponibilizado até março. Veja abaixo as mudanças publicadas:

Textos:

Substituição de "O Discurso da Servidão Voluntária" (La Boettie) por "O Príncipe" (Maquiavel);

Inclusão da obra "A Apologia de Sócrates" (Platão);

Substituição da obra "Cartas Chilenas" por "Marília de Dirceu" (Tomas Antonio Gonzaga);

Substituição de "A Alma Encantadora das Ruas" (João do Rio) por "Seleção de poemas de Gregório de Matos";

Inclusão dos artigos da Revista Darcy: nº 7 ago/set/2011 "Dossiê O que resta do Plano?" e "Jovens que evaporam";

Inclusão do artigo de Carlos Haag "Nos ombros de gigantes mágicos", da Revista Pesquisa FAPESP, edição especial maio/2012;

Teatro:

Substituição de "A Pele do Lobo" (Artur de Azevedo) por "Antígona" (Sófocles);

Música:

Substituição de "Bachiana 4" por "Chorus 10 - Rasga Coração" (Villa-Lobos);

Substituição de "Carmen" (Bizet) por "Carmina Burana" (Carl Orff) "O Fortunna"; "Solo Soprano" e "Solo Barítono";

Exclusão da obra musical de Hildegard Von Bingen;

Exclusão da obra musical "Sadnnes", de Enigma;

Exclusão da obra musical "Sweeet Lullaby";

Inclusão da obra musical "Primavera", de Vivaldi;

Exclusão de NX Zero: "Daqui pra frente" e "Cedo ou tarde";

Exclusão da obra musical "Pro dia nascer feliz", Cazuza;

Exclusão da obra musical "Músicas de índios brasileiros"- "Marlui Miranda"

Exclusão da obra musical "Olhos coloridos", de Macau, com Sandra de Sá e Funk como le gusta;

Inclusão da obra musical "Vida Loka parte II", de Racionais MC

Inclusão de "Camaro Amarelo", de Munhoz e Mariano;

Inclusão da obra musical "Cuitelinho" (domínio público), na versão de Pena Branca e Xavantinho;

Inclusão das manifestações culturais populares dos festejos de "Congada" e "Catira" do Centro-Oeste

Inclusão da obra musical "Infortúnio", de Arrigo Barnabé;

Exclusão das músicas "Eu nasci há dez mil anos atrás" (Raul Seixas) na versão Móveis Coloniais, e "Eu nasci com fama" (Móveis Coloniais de Acaju);

Exclusão da obra "A violeira", de Chico Buarque, na versão de Mônica Salmaso;

Substituição na "Ópera do Malandro" de "O casamento dos pequenos burgueses", "Hino de Duran", "Se eu fosse o teu patrão ou Tango do covil", "Ópera", por "Uma canção desnaturada", "Palavra de mulher", "Aquela mulher", e "Las muchachas de Copacabana";

Artes Visuais:

Exclusão da obra "Vacas", de Artes Visuais;

Exclusão da obra "Estátua de Carlos Drummond de Andrade";

Exclusão da obra "grafites" (Os Gêmeos);

Exclusão da obra "pinturas rupestres";

Exclusão da obra "A Velha" - 1513;

Exclusão da obra "Moça com brinco de pérolas";

Substituição das obras "Meteoro" e "Condor" pela obra "Os Guerreiros" (Os Candangos), de Bruno Giorgi;

Exclusão da obra "Pelourinho";

Exclusão da obra "Stonehenge";

Exclusão da obra "O Beijo", de Waldemar Cordeiro;

Substituir a obra "O Acampamento dos Sem Terra", de Sebastião Salgado, pela série "Crianças de açúcar", de Vik Muniz;

Inclusão das obras "Dança dos Tarairiu"(Tapuias) - s/d e "Servo de Dom Miguel de Castro com Cesto Decorado" - s/d, de Albert Van Eckhout (1610-1666).

Do UOL*, em São Paulo

(*Com informações do Cespe/UnB)

As informaçoes foram fornecidas pela instituiçao e podem ser alteradas por ela sem aviso prévio. É recomendável confirmar datas e horários no site oficial.