Notícia

Folha de S. Paulo

Queimadas ajudam a preservar diversidade no cerrado

Publicado em 01 setembro 2017

Por Reinaldo José Lopes
O único jeito de preservar a diversidade de espécies do cerrado, um dos biomas mais ricos e ameaçados do Brasil, é queimá-lo de vez em quando. Sem a presença intermitente do fogo, as plantas típicas desse ambiente correm o risco de sumir, dando lugar a uma formação florestal relativamente empobrecida, revela um estudo feito no interior paulista. De modo geral, as áreas de cerrado do município de Águas de Santa Bárbara (SP) que passaram três décadas sem serem tocadas pelas chamas devem ter perdido 27% de suas espécies vegetais [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.