Notícia

Central das Notícias

Quarentena salva uma vida a cada 4 minutos, diz estudo

Publicado em 10 maio 2020

Um estudo da Unicamp, de Campinas, estimou que se cumprido o isolamento social mínimo de 50% contra o novo coronavírus, nas próximas duas semanas, no Estado de São Paulo, uma vida pode ser salva a cada 4.2 minutos.

A pesquisa "Vidas Salvas" foi desenvolvida pelos pesquisadores Paulo J. S. Silva e Claudia Sagastizábal, em parceria com a CeMEAI (Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria), da USP.

Os dados usados na pesquisa são os divulgados oficialmente pelo governo estadual. Segundo o estudo, a ideia é buscar identificar tendências na evolução da taxa de propagação do vírus e seu crescimento depois dos protocolos de isolamento social. Em São Paulo, a quarentena oficial começou no dia 24 de março.

Sobre os números, Silva explica que o estudo é conservador, uma vez que os dados sofrem de clara subnotificação e assim as estimativas serão também sub-estimadas. "Porém, acreditamos que mesmo assim é possível ter uma ideia da evolução da epidemia", disse.

Em São Paulo, os pesquisadores também fizeram o aumento de número de vidas salvas por dia, usando fórmulas de progressão. Os número são:

Vidas que serão salvas nos próximos 14 dias = 51 (08/05), 66 (09/05), 85 (10/05), 105 (11/05), 130 (12/05), 157 (13/05), 187 (14/05), 222 (15/05), 260 (16/05), 305 (17/05), 354 (18/05), 410 (19/05), 472 (20/05), 542 (21/05).

Os pesquisadores, apoiados pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), também mostraram que o isolamento social tem funcionado para achatar a curva de contágio do novo coronavírus (veja imagem abaixo).

Curva de contágio de estudo da Unicamp com os casos de São Paulo (Foto: Divulgação) OUTRAS REGIÕES

O estudo também mostra a evolução de vidas salvas por regiões. No Rio de Janeiro, o número de vidas salvas em duas semanas, se mantido o isolamento social, é de 1.074. Lembrando que o Estado superou nesta sexta-feira o número de mortos de São Paulo em 24 horas.

Foram 189 novas mortes confirmadas no estado em um único dia, segundo a Secretaria Estadual de Saúde. Já SP registrou 161 mortes no mesmo período. Sobre essa situação, os pesquisadores analisaram a curva de contágio e disseram que houve ganho, "mas houve uma piora nos últimos dias e ainda há muito o que fazer".

Além do Rio, o estudo da Unicamp também faz uma previsão do Maranhão. O número de vidas salvas, se cumprido o isolamento social mínimo por 14 dias, é de 768.

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
A Cidade On (São Carlos, SP)