Notícia

CREMEPE - Conselho Regional de Medicina do Estado de Pernambuco

Pular café da manhã favorece obesidade em adolescentes

Publicado em 26 julho 2019

Por Agência FAPESP

O alerta é do Vigitel, pesquisa do Ministério da Saúde que investiga hábitos de vida e fatores de risco de doenças crônicas, problema que hoje é um dos principais pontos de impacto no SUS.

Os da dos mostram que, em 2018,19,8% dos entrevistados estavam obesos. Embora já apresentasse aumento desde 2006, o índice estava estagnado em 18,9%.

Agora, voltou a crescer, aumentando também a preocupação sobre o risco de doenças ligadas à obesidade, como hipertensão e diabetes.

Outro alerta é com o índice de brasileiros com excesso de peso, que também tem aumentado. Hoje, 55,7% da população está dentro desse patamar, o qual inclui os casos de obesidade. Em 2006, esse percentual era de 42,6%.

O cálculo das categorias é feito por informações de peso e altura, usadas para o IMC (índice de massa corporal, que é o peso dividido pela altura

ao quadrado). Se igual ou acima de 25 kg/m2, há excesso de peso. Para igual ou acima de 30 kg/m2, há não apenas excesso, mas obesidade.

A pesquisa mostra ainda que o crescimento da obesidade tem sido maior entre adultos de 25 a 34 anos e 35 a 44 anos -grupos que apresentaram aumento de 84,2% e 81,1%, respectivamente.

Em 2018, o índice de obesidade foi pouco maior entre as mulheres em relação aos homens: 20,7% de mulheres, contra 18,7% de homens. Já nas capitais, a prevalência variou de 15,7%, em São Luís, a 23%, em Manaus.

O novo avanço da obesidade acendeu um alerta no Ministério da Saúde. A avaliação é que os da dos frustram o s pia -nos de deter o crescimento da obesidade até 2019. O compromisso anunciado em 2017 previa reduzir o índice, até então em 18,9%, para ao menos 17,9%. Equipes da área já se organizam para rever a meta ou adotar novas ações.

“É multifatorial. Temos questão relacionada ao trabalho, à monotonia alimentar. As pessoas estão consumindo mais alimentos com alto teor de gordura e alimentos ultra-

processados, então possivelmente há relação com esses hábitos”, afirma o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira.

Ele lembra que o Brasil vem passando por uma mudança no perfil de doenças, com aumento de problemas crônicos, como diabetes e doenças cardiovaseulares.

O Vigitel ouviu, em 2018, 52.395 pessoas acima de 18 anos em todas as capitais do país e no Distrito Federal.

Nem tudo, porém, é má notícia. O índice de brasileiros que afirmam co resumir frutas e verduras e fazer atividades físicas vêm crescendo. Mas ainda não o suficiente para deter o avanço da obesidade.

Um exemplo da mudança de hábitos é que, em 2008,20% dos adultos consumiam regularmente frutas e verduras. Em 2018, esse índice passou para 23,1%. Outro sinal de mudança na alimentação é que o consumo de bebidas açucaradas, como refrigerantes, caiu 53,4% -passou de 30,9% para 14,4%. Já a prática de atividade física cresceu 23,7%.

Apesar desse avanço, outras metas do país também não foram alcançadas. No caso do consumo de refrigerantes, por exemplo, a meta é chegar 12,5% em 2019.

Agora, Oliveira diz que a secretaria aposta em programas de incentivo à atividade física, campanhas e acordos com a indústria para redução de açúcar nos alimentos para acelerar as mudanças nos índices.

Pular café da manhã favorece obesidade em adolescentes

SÃO PAULO | AGÊNCIA FAPESP

O hábito de muitos adolescentes de pular o café da manhã em casa antes de seguir para a escola guarda uma relação direta com o ganho de peso, aponta pesquisa publicada na revista Scientifie Reports.

O estudo avaliou peso e altura, índice de massa corporal (indicador de obesidade geral), circunferência abdominal e relação cintura-altura (indicadores de obesidade abdominal).

Foram avaliado s fatores como atividade física, tempo diário na frente da televisão, computador e jogando vídeo -games, tempo de sono dos jovens e o hábito de pular o café.

“Dos comportamentos analisados, relacionados ao equilíbrio energético, o que mais apresentou associação com os marcadores de obesidade foi o comportamento de pular o café da manhã”, afirma Elsie Costa de Oliveira Forkert, cientista da USE

“Ao dispensar o café da manhã, milhões de crianças e adolescentes em todo o mundo podem substituir uma alimentação mais saudável dentro de casa (lácteos, cereais integrais e frutas) pelo consumo, em cafeterias e lanchonetes escolares, de alimentos industrializados muitas vezes hiperealóricos e de baixo valor nutricional, como salgadinhos, doces e refrigerantes, o que está diretamente ligado ao desenvolvimento da obesidade”, disse.

A partir dos dados de dois grandes estudos, um europeu e outro brasileiro, os cientistas avaliaram se os comportamentos relacionados ao equilíbrio energético adotados por esses adolescentes estariam associados a marcadores de adiposidade total e abdominal.

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
O Estado de S. Paulo Estadão.com Folha.com Portal Exame IstoÉ online UOL IstoÉ Dinheiro online BOL Estado de Minas online UOL TV GloboNews Folha de S. Paulo Folha de S. Paulo Metro Jornal Terra A Tarde (BA) online Folha Vitória online Diário do Grande ABC online Correio Popular (Campinas, SP) online A Crítica (MS) online Metro Jornal online W Rádio Brasil Meridional FM Hoje ES Blog do Parceiro Blog do Toninho Tudonoticia.org Ternura FM Jornal Notícias Revista Pará Notisul Casa de Notícias Sindicato dos Comerciários (SP) Região Noroeste O Extra.net (Fernandópolis, SP) online SBT Interior Boqnews Tudonoticia.org Portal do Governo do Estado de São Paulo Reconvale Noticias Saúde é Vital online Teresina Diário Folha Nobre Planet Earth Water Air Green Brazil Saúde Curiosa O Nortão online Jornal da Franca Beto Ribeiro Repórter Professor José Costa Meio & Negócio Tribuna do Norte (Pindamonhangaba, SP) online EcoDebate Visão Notícias Algomais online MSN Innaldo Sardinha Diário do Sertão ClickPB Jovem Pan Jornal na Net Aroldo Murá Informativo Em Foco De Tudo - Alto Tietê - Avine HypeScience Medscape (EUA) Hospital Santa Maria O Defensor online Tribuna de Ituverava online O Estado do Maranhão online Zero Hora online Folha da Região (Araçatuba, SP) online Folha de Londrina online Aqui Notícias online Gazeta online Tarobá News Portal Banda B Jornais Virtuais Diário de Notícias online HiperNotícias CGN Head Topics (Brasil) Hoje em Dia online Bem Paraná online Mix Vale Jornal do Commercio (PE) online Leia Já Página 3 Portal no Ar Educadora AM 1020 Portal do Holanda Tribuna do Sertão Notícia Agora Repórter Diário online Meon Jornal do Oeste (Toledo, PR) online Guarulhosweb A Tribuna (Santos, SP) online RIC Mais Votunews Última Hora News (Aracaju, SE) Top Guarulhos O Dia (Rio de Janeiro, RJ) online 660 AM The Answer (EUA) Q102.7 KBIQ (EUA) WFIL 560 AM (EUA) 710 KNUS (EUA) The Word 880 AM & 104.5 FM (EUA) 93.3 FM The Fish Jim Liebelt's Youth Culture Watch (EUA) Rejoice Little Rock (EUA) True Talk 800 (EUA) 94.7 FM The Word (EUA) Nh Tv Estação Litoral SP São Paulo para Crianças Ubiratã Online