Notícia

UNOESTE - Universidade do Oeste Paulista

Psicologia celebra 30 anos com formação de excelência

Publicado em 15 junho 2018

Emoção, sensação, a percepção, aprendizagem e a inteligência. São processos mentais que envolvem o comportamento humano, estes são estudados pela Psicologia. Desde 1988, a Faculdade de Psicologia da Unoeste assumiu a responsabilidade de formar psicólogos; compromisso que levou o curso a se tornar referência: é o melhor da região, segundo o Ranking Universitário da Folha (RUF); tem conceito 4 – de escala que vai até 5, pelo Ministério Educação (MEC); e celebra 30 anos colecionando conquistas e diferenciais.

Quem vê a Natália Gianelli Ibanez, 19 anos, acadêmica do 5º termo, que gosta de livros relacionados à mente e ao comportamento, nem imagina que ela tem a psicologia correndo na veia. Sua mãe, Ana Cristina Ibanez, 49, se formou na primeira turma do curso. “Iniciamos praticamente tudo, com a estrutura em formação, porém, já com excelentes professores que ainda permanecem na graduação”, conta. A mãe enxerga diversas inovações positivas dentro do curso, “tem uma clínica muito estruturada, a grade curricular e uma excelente organização da jornada”, explica Ana.

A Clínica Escola de Psicologia realiza atendimentos diários à comunidade, oferece serviços de orientação profissional, apoio psicopedagógico, terapia para quem tem medo de dirigir, entre outros. São 15 salas para atendimentos em grupos, dez computadores e sistema próprio informatizado. Outra característica do curso são as atividades relacionadas às modalidades extensivas, que levam os acadêmicos à prática, sempre orientados. Nos últimos 15 anos, foram 394 atividades, programas ou projetos de extensão cadastrados pelo curso, sendo realizados quase 950 mil atendimentos à comunidade, segundo dados da Pró-Reitoria de Extensão e Ação Comunitária (Proext).

No enredo da história do curso, é impossível não citar a atual coordenadora, Dra. Regina Gioconda de Andrade. É a professora mais antiga da graduação, que se formou na Universidade Estadual de Londrina (UEL) em 1985 e, em 1989, já estava dando aula para a primeira turma da Unoeste. “Uma mudança importante é que o curso começou no campus I e foi para o II, mas sempre pensando na formação generalista”, destaca a docente que assumiu a coordenação em 2003. “A demanda de mercado da região é crescente. Então, a missão é que o profissional tenha posturas crítica, científica e ética frente aos desafios contemporâneos do conhecimento”, pontua Regina.

Se o mercado está em progresso, uma das opções é a área de recursos humanos (RH). A Regina Carla Sespede Fernandes, 48, também se formou na primeira turma do curso e hoje atua na empresa de transportes Viação Motta. “O trabalho é dinâmico, coordenando a área de desenvolvimento humano com atuação em treinamentos, na Medicina do Trabalho e outras atividades”, explica. Na memória, guarda recordações do que viveu na Unoeste. “O diferencial da turma foi a maturidade, a experiência das pessoas era muito diversificada. O que deixa saudade são as pessoas, as amizades, os professores”, resume.

O lado científico – A Jaqueline Knupp Medeiros, 23, cursou um semestre de Engenharia Cartográfica, mas viu que não era bem o que queria. Por meio de um teste vocacional percebeu que sua aptidão estava na psicologia. Hoje, acadêmica do 9º termo, ela tem a 2ª melhor média da turma, de acordo a coordenação, e teve seu projeto de pesquisa, desenvolvido na Unoeste, contemplado com uma bolsa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). “É sobre famílias em situação de violência intrafamiliar. Tenho muita vontade de fazer mestrado e essa bolsa é um incentivo para me dedicar exclusivamente à pesquisa e à universidade”, detalha a aluna que conta ter a pesquisa embutida em sua grade. “É uma disciplina do 5º termo, mas que vemos no 3º e 4º com a psicologia social comunitária. São várias questões que me abriram um olhar mais humano”, pontua.

O amor e a psicologia – A prova de que o campo para o psicólogo é vasto se confirma nas histórias da Mariana Gonçalves Malavolta, 35, e Marlon Malavolta Longo, 42. Ela atua na Prefeitura de Martinópolis e, ele, na Secretária de Administração Penitenciária do mesmo município. A ligação entre os dois começou na graduação em Psicologia da Unoeste, ambos se formaram em 2004. “A escolha veio por teste vocacional e tinha curiosidades sobre o comportamento humano; logo depois veio a paixão pela profissão”, detalha Longo.

Só que a paixão não se restringiu à profissão, foi neste período que os dois se conheceram e foram além. “A Mariana estudava de manhã, mas por motivo de trabalho foi para o noturno, onde eu estudava. Aí nos conhecemos e começamos a namorar”, explica Longo. Quatro anos depois da formatura, se casaram e tiveram a Ana Luiza (6) e o Lucca (1).

No caso do Thimóteo Lucas e da esposa Clarissa Esther Rodrigues, ambos com 32 anos, a gravidez chegou durante a graduação. “Os colegas, amigos e o corpo docente nos apoiaram durante toda a gestação, foram muito receptivos. Levamos amigos para a vida toda”, afirma Lucas, que conheceu a Clarissa durante um intervalo de aula. “Cursávamos disciplinas diferentes na mesma turma, mas nunca tínhamos nos encontrado”.

Se o acaso fez o Thimóteo conhecer a esposa, na escolha da graduação foi diferente. “Analisei a grade curricular do curso comparando com outras instituições, aí optei pela Unoeste”, relata. Atualmente, a Clarissa trabalha na área clínica com orientação profissional e avaliação psicológica, enquanto o marido atua na gestão de pessoas em uma unidade governamental do Estado do Mato Grosso, em Cuiabá. Os pais do Miguel, de 6 anos, esperam agora pelo segundo filho. “Pode nascer a qualquer momento”.

Psicologia Unoeste – O curso de Psicologia já tinha uma liga acadêmica, a de Psicologia em Saúde; agora, acaba de criar uma nova em Psicologia, Empreendedorismo e Liderança. Diferenciais que se juntam às instalações físicas, desde os laboratórios, salas de aula e acervo bibliográfico na área de avaliação psicológica. A graduação está entre as primeiras do país a inserir a disciplina de Psicologia Aplicada ao Esporte em sua grade curricular. Em promoção de saúde, trabalho e educação possui convênios com cerca de 120 instituições. Além da realização anual da jornada do curso e encontro de egressos que proporciona intercâmbio entre alunos, docentes, egressos e profissionais.