Notícia

B2B Magazine online

Promon lança Instituto de Tecnologia

Publicado em 03 abril 2007

A Promon, empresa brasileira criada em 1960 e especializada no desenvolvimento, integração, gerenciamento, consultoria e implementação de projetos nas áreas de Engenharia e TIC - Tecnologias da Informação e Comunicações, lança o Instituto de Tecnologia Promon, tendo como um dos seus principais objetivos contribuir para ampliar a análise imparcial e o debate das tecnologias que farão a diferença no futuro.
A iniciativa da criação do Instituto está alinhada com uma das diretrizes da empresa, que é a de incentivar o desenvolvimento de novas tecnologias aplicadas às cadeias produtivas do País. Nesse contexto, sua atuação tem por objetivo estimular a discussão e análise de tecnologias e negócios emergentes, seus impactos e viabilidade em três áreas consideradas prioritárias: Energia, Tecnologias de Informação e Comunicações e Desenvolvimento Sustentável.
Sem fins lucrativos e com uma postura autônoma na condução de suas atividades, o Instituto será patrocinado inicialmente apenas pela Promon. Contará com um diretor-executivo e um conselho composto por mais cinco integrantes, sendo três profissionais da Promon e dois profissionais externos, com experiência nas áreas acadêmica e corporativa.
A diretoria-executiva do Instituto de Tecnologia Promon será exercida por Ricardo Corrêa Martins. Paulo A. Fragelli presidirá o Conselho, composto ainda por Luiz Ernesto Gemignani, Hugo O. Brodskyn e dois membros externos - Prof. Dr. José Fernando Perez, e Prof. Dr. Michal Gartenkraut.
Atividades
O Instituto estabelecerá convênios de cooperação com conceituados centros universitários e de pesquisa e desenvolvimento tecnológico no País e no exterior. A primeira iniciativa é o convênio com a FAPESP - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, cujo escopo inclui incentivo financeiro, com patrocínio de bolsas-prêmio para mestrandos e doutorandos selecionados que estejam desenvolvendo projetos sobre temas estratégicos nas áreas consideradas prioritárias pelo Instituto.
Além disso, a entidade promoverá a divulgação do conhecimento por meio de eventos, como debates e seminários sobre tecnologias emergentes de impacto futuro, relacionados aos seus temas-foco. Os palestrantes serão, prioritariamente, especialistas de centros de pesquisa tecnológica, do Brasil e do exterior e do setor privado. O público-alvo será formado por dirigentes e formadores de opinião de importantes empresas do mercado, pesquisadores e investidores.
O primeiro seminário está agendado para abril e terá como tema as tecnologias para o futuro da cadeia produtiva de bio-etanol no Brasil. Ainda este ano deverão ser realizados outros seminários abordando questões relacionadas às tecnologias que transformarão os mercados de informática e telecomunicações e à engenharia para o desenvolvimento sustentável. Os eventos, que não terão qualquer custo aos participantes, serão destinados a grupos de no máximo 60 convidados e deverão se realizar no auditório da Promon, em São Paulo.
O Instituto de Tecnologia Promon editará periodicamente uma publicação técnica sobre temas relacionados as tecnologias emergentes em suas áreas-foco, que será distribuída ao mesmo público-alvo dos seminários. A tiragem prevista é de 2 mil exemplares. Além do formato papel, a revista será disponibilizada eletronicamente no site do Instituto. Esse último, além de divulgar informações sobre as atividades do Instituto, estimulará a criação de fóruns de discussão, promovendo o intercâmbio de informações e opiniões, expandindo assim a atuação dos seminários.