Notícia

Brand Press

Projetos do CPqD em Internet das Coisas são foco de apresentação em evento em Belgrado

Publicado em 31 maio 2016

As iniciativas e tecnologias do CPqD com aplicação na área de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) serão apresentadas no evento The Internet of Things Week 2016, que acontece entre os dias 31 de maio e 02 de junho, em Belgrado, na Sérvia. Promovido pelo IoT Forum, o evento é um dos mais importantes do mundo nessa área e, durante os três dias de palestras e paineis, deverá reunir pesquisadores e representantes da indústria, de instituições de ensino e pesquisa, de governos e de organismos internacionais que atuam no desenvolvimento e implantação da IoT no mundo.

Alberto Paradisi, vice-presidente de Pesquisa e Desenvolvimento do CPqD, é um dos palestrantes convidados a participar do painel Brasil: Panorama da IoT e colaboração com a Unidade Europeia, programado para 31/05 - dia dedicado ao tema Inovação. Coordenado por Gabriel Marão, do IoT Forum Brasil, o painel terá início às 15h45 e contará também com a participação de representantes do BNDES, da FAPESP e da Universidade de São Paulo.

“O objetivo é mostrar o que está sendo feito no Brasil nessa área”, adianta Paradisi. “No caso do CPqD, temos algumas iniciativas importantes, como, por exemplo, o projeto que está sendo desenvolvido em parceria com o Grupo São Martinho, um dos maiores do setor sucroalcooleiro do país, e que conta com o apoio do BNDES.”

Voltado para oaumento da produtividade da lavoura de cana-de-açúcar e da eficiência dos processos relacionados à produção de açúcar e etanol, esse projeto prevê o desenvolvimento de rede móvel de quarta geração baseada na tecnologia LTE e adaptada às condições operacionais do setor sucroalcooleiro, em conjunto com uma infraestrutura de sensoriamento com tecnologia RFID (identificação por radiofrequência). Esses recursos, integrados, permitirão a coleta de informações no campo, em tempo real.

Outra iniciativa que Paradisi pretende destacar em sua apresentação é o projeto Plataforma IoT - Plataforma Aberta de Tecnologias para Internet das Coisas e suas Aplicações, anunciado no início de maio pelo Ministério das Comunicações e que tem o CPqD como principal condutor. Desenvolvido em parceria com diversas instituições de pesquisa do país, com o apoio de recursos do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel), o projeto tem como objetivo criar uma plataforma de tecnologias para Internet das Coisas voltada à evolução dos centros urbanos na direção do conceito de cidades inteligentes.