Notícia

Jornal do Commercio (RJ)

Projetos de tecnologia para Saúde receberão R$ 6 milhões

Publicado em 30 outubro 2006

O Ministério da Saúde, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e o Governo de São Paulo, por intermédio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), lançaram edital para apresentação de projetos ao Programa de Pesquisa para o Sistema Único de Saúde (PP-SUS). No biênio 2006/2007, o foco da ação é a gestão compartilhada. Os trabalhos escolhidos receberão auxílio financeiro de até R$ 250 mil cada durante 12 meses. No total, o montante destinado ao projeto é de R$ 6 milhões, R$ 3 milhões oriundos do Ministério e R$ 3 milhões da Fapesp.
De acordo com o diretor do Instituto de Saúde (IS), Alexandre Grangeiro, o projeto visa incentivar e regulamentar o uso da tecnologia no setor. "Da mesma maneira que o desenvolvimento de uma nova tecnologia beneficia a população com mais qualidade de vida, também pode prejudicar, com diagnósticos errados e encarecimento de tratamentos, por exemplo", declarou o diretor órgão, integrado à Secretaria Estadual de Saúde.
Pelo edital, disponível no site da Fapesp (www.fapesp.br/ppsus2006), os inscritos devem apresentar estudos sobre necessidades e conseqüências, para o SUS, do desenvolvimento, difusão e uso da tecnologia em saúde ou seus aspectos relacionados, bem como implicações de natureza ética, política, social ou econômica. "Esperamos estruturar grupos de pesquisa para avaliar o uso consciente das inovações tecnológicas", completou Grangeiro.
As tecnologias, para concorrerem ao incentivo, devem englobar as ações de prevenção, proteção e promoção da saúde da população, assim como aquelas relativas à atenção à saúde individual. Os estudos apresentados precisam estar enquadrados em um dos seguinte temas: Sistemas e Serviços de Saúde; e Programas, Práticas e Ações de Saúde, conforme a prioridade.As propostas podem ser entregues até o dia 15 de dezembro, em três vias, na sede da Fapesp, localizada na Rua Pio XI, 1500, Bairro Alto da Lapa, na capital paulista, com o código: "Chamada PP-SUS 2006/2007". Não serão aceitas propostas submetidas por outros meios.