Notícia

O Estado do Paraná

Projeto revela relação música e computador

Publicado em 06 julho 2008

São Paulo (Agência Fapesp) – O computador modificou a música de forma profunda e definitiva, seja como ferramenta para composição, para tratamento, para aprimoramento de técnicas ou simplesmente como instrumento  musical. O estudo dessa transformação foi o eixo central de um projeto de pesquisa que envolveu diversas instituições e gerou amplos resultados no campo da criação musical e mais de 20 teses, dissertações e trabalhos de iniciação científica, além de publicações, concertos, palestras, workshops e interação internacional.

O Projeto Temático “O espaço de composição e performance musical: computador e ambiente acústico”, foi coordenado pelo professor e compositor Silvio Ferraz Mello Filho, do Departamento de Música da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

De acordo com Ferraz, desde o fim da década de 1960 se previa que o computador seria de grande utilidade para os músicos assim que fossem implementados os recursos necessários. Hoje, a relação entre máquina e música já se tornou uma realidade incontornável.

“Observando o desenvolvimento da música eletroacústica e eletrônica, depois da popularização do computador, verificamos que ele se tornou um instrumento quase que obrigatório. E não se trata apenas de fazer partituras no computador o músico trabalha de fato com linguagem de programação”, disse.

O projeto nasceu no fim da década de 1990 a partir de um projeto do programa Jovem Pesquisador desenvolvido na Pontifícia Universidade Católica (PUC). Ali, trabalhando com o professor Fernando Iazetta, que hoje atua na Universidade de São Paulo (USP), Mello iniciou pesquisas que relacionavam música e tecnologia usando dois laptops em diversos concertos.