Notícia

Ecofor Mata Atlântica

Projeto ECOFOR oferece parceria para reflorestamento no Vale do Paraíba do Sul

Publicado em 11 agosto 2017

O Comitê das Bacias Hidrográficas do Rio Paraíba do Sul reuniu-se na quinta-feira, 10, em Taubaté com representantes de entidades e empresas envolvidas com a recuperação de áreas degradadas nas cidades da região. Entre os convidados estava o Projeto ECOFOR (Biodiversidade e Funcionamento de Florestas Degradadas e em Recuperação na Amazônia e Mata Atlântica), que é financiado pela FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), representado pela doutoranda Yvonne Vanessa Bakker, estudante da Unicamp.

Em sua fala, a pesquisadora expôs um pouco do trabalho feito pelo ECOFOR. “As pesquisas desenvolvidas no projeto tratam de diversos fatores que envolvem as áreas de Mata Atlântica da região do Vale do Paraíba. Muitas dessas pesquisas já têm resultados consolidados e disponíveis para acesso. Sendo assim, nos colocamos como parceiros para futuras consultas. Sem dúvida, o trabalho que vem sendo realizado para restauração é de grande importância, e nós do Projeto ECOFOR entendemos que aproximar as relações do que vem sendo feito em laboratório com ações como as que vêm sendo praticadas aqui podem fornecer resultados cada vez mais compensadores”, afirmou.

Além do Projeto ECOFOR, também estiveram presentes membros da SOS Mata Atlântica, da WRI Brasil e da IDS Brasil. Todas elas envolvidas em atividades de restauração de áreas degradadas no Vale do Paraíba do Sul.

As outras falas do dia ficaram por conta de representantes das prefeituras de Lorena e Monteiro Lobato. Ambas expuseram suas realizações para restauração de matas ciliares e as dificuldades encontradas para sua concretização.

Ao final, trocadas as experiências, Yvonne reafirmou junto aos presentes as intenções do projeto e a disponibilidade para futuros diálogos na tentativa de uma maior interação entre os pesquisadores e os envolvidos com a restauração.

Autor: ECOFOR MATA ATLÂNTICA