Notícia

Oeste Notícias

Projeto de pesquisa é aprovado pela Fapesp

Publicado em 15 outubro 2003

O projeto de pesquisa em políticas públicas intitulado "Educação ambiental e gerenciamento integrado dos resíduos sólidos em Presidente Prudente — SP" está sendo realizado pela Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Prudente, juntamente com a Universidade do Oeste Paulista (Unoeste) de Presidente Prudente (SP) e outras instituições públicas e privadas. Aprovado em junho deste ano e financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), o projeto visa a melhoria da qualidade ambiental e de vida dos cooperados e coletores de materiais recicláveis e reutilizáveis, além da população prudentina como um todo. A pesquisa se concentra em dois objetivos gerais: a educação ambiental e o gerenciamento integrado de resíduos sólidos. Esses aspectos contemplam a viabilização da integração social dos trabalhadores envolvidos na coleta do lixo, na melhoria das condições de vida e do trabalho por meio de sua organização. Coordenado pelo professor e doutor em geociências Antônio César Leal, da Unesp, e pela professora e doutora em geografia Alba Regina Azevedo Arana, da Unoeste, o projeto tem a participação da Prefeitura de Presidente Prudente, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, da Companhia Prudentina de Desenvolvimento (Prudenco)e da Secretaria da Assistência Social. Também atuam como parceiros desse projeto o Fundo Social de Solidariedade, a Cooperativa de Trabalhadores de Produtos Recicláveis, Sindicato dos Empregados e Empresas de Asseio e Conservação, Trabalhadores na Limpeza Urbana de Presidente Prudente e Região (Siemaco), Federação Nacional dos Trabalhadores em Serviços, Asseio e Conservação, Limpeza Urbana, Ambiental e Áreas Verdes (Senascon), Organização da Sociedade Civil de Interesses Públicos (Oscip) e Núcleo 3R da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). De acordo com o cronograma de atividades, serão realizadas ações organizadas em uma ampla campanha educativa para a mobilização da comunidade. Essas ações contarão com o apoio de professores e alunos da FCT da Unesp, dos cursos de Administração. Ciências Contábeis, Comunicação Social, Turismo, Odontologia, Engenharia Civil e Engenharia Ambiental e Pós-Graduação em Gestão Ambiental da Unoeste e alunos dos cursos de mestrado e doutorado das duas universidades. Segundo Alba Regina, "esse projeto deverá produzir alguns subsídios para as instituições da administração pública municipal (secretarias, departamentos e fundações) com destaque para a formulação, avaliação e gestão de políticas públicas para o tratamento adequado do lixo de Prudente".