Notícia

Maxpress

Projeto de ONG contribui para desenvolvimento da educação de jovens de escola pública

Publicado em 10 março 2017

A reforma do Ensino Médio, proposta pelo governo do presidente Michel Temer, indica a divisão do currículo em duas partes: 60% para disciplinas obrigatórias a todos os alunos e 40% para que aprofundem seus conhecimentos em áreas de interesse: linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e sociais e formação técnico-profissional. Somente português e matemática serão obrigatórios nos três anos. Segundo o Censo Escolar de 2016, um em cada quatro alunos desse ciclo está com mais de dois anos de atraso escolar.

Para possibilitar que os jovens façam escolhas mais acertadas, desenvolvam senso crítico e tenham habilidade para aproveitar a educação fornecida por sua escola, existem entidades que contribuem e elaboram projetos para a melhoria da educação. Dentre elas está a ONG Casa da Árvore, vencedora da 16ª edição do Prêmio Péter Murányi.

Com o projeto “E se eu fosse o autor? – Laboratórios criativos de leitura e cultura digital”, a ONG foca no incentivo à leitura integrando plataformas digitais no processo de aprendizagem. Inicialmente, o grupo contou com o patrocínio do Programa Integração Petrobras Comunidade, com o propósito de ajudar na reavaliação do processo de estímulo ao gosto pela literatura, aliando à cultura digital. Já realizado com grupos de jovens de Minas Gerais, Tocantins, Goiás e Bahia, o projeto atendeu, ao longo dos últimos sete anos, mais de mil crianças e adolescentes, matriculados em cerca de 60 escolas públicas, além de professores e educadores de comunidades em situação de risco social.

Segundo a presidente da ONG Casa da Árvore, Leila Dias, para a aplicação do projeto, reúnem-se várias práticas educativas e formativas, que exploram o ato da leitura integrado à ampliação de habilidades e expressão, por meio de linguagens midiáticas, como vídeo, imagem e hipertexto. Dessa forma, o projeto aproxima a literatura do contexto digital, em que crianças e adolescentes constroem, hoje, sua relação com o mundo, possibilitando que ele seja o protagonista da história.

Dentre os principais resultados, está o aumento do índice de leitura literária espontânea dos estudantes participantes. De acordo com pesquisa realizada entre 2013 e 2014, quando os alunos entraram no projeto, 31% não recordavam de nenhum livro lido nos últimos três meses; 57% lembraram de um ou dois títulos; e 12% citaram quatro ou cinco obras. Após três meses de atividades, todos os participantes lembraram, no mínimo, de dois títulos lidos; 37,5% leram três ou quatro obras; e 50% leram entre cinco e sete.

Recorde de inscrições

Nesta edição do Prêmio Péter Murányi, houve recorde de inscritos, com 149 trabalhos. Segundo a presidente da Fundação Péter Murányi, Vera Murányi Kiss, também houve aumento na qualidade dos projetos. “Observamos que todos têm procurado agregar conteúdos cada vez mais consistentes, processos condizentes com a realidade contemporânea e inovação. O trabalho vencedor é um exemplo, pois acrescenta muita informação, debate e incentiva a criatividade. Conhecimento é uma necessidade e poder usar instrumentos e plataformas que são tão atraentes para os jovens para melhorar a qualidade da educação é importante. Assim, é gratificante para a Fundação premiar essa iniciativa”.

Sobre a Fundação

Administrada por Vera e Péter Jr, a Fundação Péter Murányi foi criada em 1999 e desde a primeira edição do Prêmio, em 2002, já investiu cerca de R$ 2,4 milhões em reconhecimento de pesquisadores e seus trabalhos. O Prêmio Péter Murányi concede ao vencedor um valor de R$ 200 mil, um certificado e um troféu. O Prêmio Péter Murányi conta com o apoio do CIEE, Fapesp, Capes, Anpei, SBPC, Aciesp, ABC, Aconbras e CNPq.

PARA A IMPRENSA:

Fundação Péter Murányi; imprensa@fundacaopetermuranyi.org.br

Assessoria de imprensa: Ricardo Viveiros & Associados Oficina de Comunicação

Jornalista responsável: Jéssica Almassi; jessica.almassi@viveiros.com.br

Assistente de jornalismo: Rosangela Sousa; rosangela@viveiros.com.br

Contato:11 3675-5444