Notícia

Estado de Minas online

Proibição aumenta perigo

Publicado em 10 novembro 2018

O MDMA é um composto químico geralmente confundido com o ecstasy. Próximo ao que ocorre com o uso medicinal do princípio ativo da maconha, a substância já é aplicada na recuperação de pacientes que sofrem com transtorno de estresse pós-traumático (TEPT), ideal para uso complementar ao acompanhamento terapêutico de pessoas com trauma. O potencial curativo do MDMA é conhecido desde antes de sua proibição, nos anos 1980, desvendado pelo químico norte-americano Alexander Shulgin, que, na década de 1960, testou os efeitos em si [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.