Notícia

Mato Grosso online

Programa VigiAR de MT será apresentado em Congresso Internacional em Portugal

Publicado em 31 maio 2012

A Secretaria de Estado de Saúde foi convidada a participar do 2nd International Congress on Environmental Health (ICEH 2012), que acontece de 29 de maio a 1º de junho, em Lisboa - Portugal. O objetivo do Congresso é apresentar os mais recentes trabalhos no desenvolvimento científico e tecnológico no campo da saúde ambiental, enfatizando o conhecimento nas áreas de poluição do ar, toxicologia ambiental, saúde pública e segurança alimentar, dentre outras áreas.

Na área temática Poluição do AR, a Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES/MT) apresentará o Programa VigiAR nas modalidades Sessão de Pôsteres e Comunicação Oral, cujo conteúdo e a apresentação dos resultados da pesquisa relacionada à poluição atmosférica e saúde humana.

O trabalho a ser apresentado faz parte do Projeto de Biomonitoramento que vem sendo realizado no município de Mirassol D’Oeste desde o ano de 2009, intitulado “Tradescantia pallida biomonitoring used as complementary tool to the surveillance program in environmental health-related air quality - (VigiAR/MT)”, de autoria do Biólogo Wagner Luiz Peres e colaboração dos pesquisadores Paulo Hilário do Nascimento Saldiva e Regiani Carvalho de Oliveira (LPAE/USP).

Segundo Wagner Peres, os efeitos de genotoxicidade foram testados mensalmente pelo período de três anos através da técnica de bioensaio de micronúcleos em Tradescantia pallida (Trad - MCN) apresentando como resultado valores maiores no período de queima de biomassa quando comparados aos valores do período de não queima para todos os sítios de monitoramento. Os resultados das análises realizadas pela técnica de Espectrometria de Fluorescência de Raios X por Dispersão de Energia (FRX - DE) nos vegetais utilizados no experimento apresentaram características diferentes quanto à bioacumulação de metais de transição e não metálicos, principalmente alumínio, enxofre, ferro e zinco, que apresentam correlação com efeitos nocivos a saúde da população do município em estudo.

Os resultados da pesquisa que foi realizada com apoio financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq, Ministério da Ciência e Tecnologia – MCT, Ministério da Saúde - MS, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP e Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso integrará o banco de dados do Programa VigiAR/MT, vai contribuir na perspectiva do estabelecimento de políticas públicas voltadas à atenção das populações expostas aos poluentes atmosféricos.

O secretário de Estado de Saúde, Vander Fernandes, enfatiza que os Projetos de Pesquisa em desenvolvimento no Estado de Mato Grosso, quando chancelados pelas instituições de pesquisas reconhecidas, sempre tiveram apoio da SES, visto que os resultados contribuem no sentido de melhoria da qualidade de vida e saúde da população do Estado.

Em 31/05/2012 às 16:05:57 - por Redação/Ascom