Notícia

Universia Brasil

Programa de aprendizado de língua estrangeira ocorre em três campus da UNESP

Publicado em 28 janeiro 2008

Desenvolvido pela UNESP, nos campus de Araraquara, Assis e São José do Rio Preto, o projeto Teletandem Brasil coloca alunos universitários brasileiros que estão aprendendo língua estrangeira em contato com universitários de outros países, que estão aprendendo português. Essa parceria tem como objetivo fazer os participantes melhorarem a fluência e o conhecimento da língua estrangeira, inclusive quanto a aspectos culturais.

"Além do contato visual, que é muito importante, pode-se trabalhar a língua de forma escrita e oral. Nesse contexto tão rico, o estudante passa por um processo que se assemelha muito à imersão em outra cultura, experiência que não é possível para muitos alunos que não têm condições financeiras de arcar com as despesas de uma viagem ao exterior", diz a docente Ana Mariza Benedetti, do Departamento de Letras Modernas do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (Ibilce) da Unesp, campus de São José do Rio Preto, e uma das coordenadoras do projeto.

Outro objetivo do Teletandem é desenvolver pesquisas relacionadas à formação de professores em ambiente virtual, com ênfase nas relações de ensino-aprendizado e no uso do MSN como ferramenta. Estão envolvidos nas pesquisas quatro professores, quatro doutorandos, seis mestrandos e três alunos de Iniciação Científica. Durante os meses da interação, os estudantes participantes recebem o apoio de professores mediadores, pós-graduandos da Unesp que estão desenvolvendo as pesquisas. O acompanhamento pode ser feito pessoal ou virtualmente e, por meio dele, pode-se tirar dúvidas, pedir orientação quanto à interação e discutir questões pertinentes ao funcionamento do projeto.

Segundo Benedetti, a prioridade são os estudantes de Licenciatura em Letras, já que o aluno desempenha, ao mesmo tempo, as funções de aprendiz e de professor. "Enquanto recebe a formação de professor no Ibilce, o aluno tem a oportunidade de pôr em prática, pelo recurso midiático, tudo o que aprendeu". Os interessados devem ter, no mínimo, duas horas disponíveis por semana: uma para ensinar a língua materna e outra para aprender a língua estrangeira. A cooperação entre os pares deve durar pelo menos três meses. Para que a interação seja realizada, é necessário um computador com banda larga, câmera, microfone e o programa Windows Live Messenger. Atualmente, as línguas englobadas pelo Teletandem Brasil são inglês, espanhol, francês, italiano e alemão. Dentre as universidades e instituições estrangeiras envolvidas, há representantes da França, da Itália, do Canadá, dos EUA, da Argentina e da Espanha.

O Teletandem Brasil começou a receber apoio da Fapesp em março de 2007. Para o início deste ano está programada a inauguração de um laboratório com mais de 15 computadores equipados com todos os periféricos necessários à interação, que ficarão à disposição dos interagentes para a realização dos encontros semanais. Os interessados em participar do projeto podem acessar a página http://www.teletandembrasil.org

Fonte: UNESP