Notícia

Portal Fator Brasil

Programa da Receita Federal é homenageado pela indústria mundial de software

Publicado em 01 abril 2009

Programa para a transição das declarações de imposto de renda do papel à internet, sob coordenação de Claire Feliz Regina, recebe o prêmio Distinguished Innovators.

A BSA, principal associação da indústria de software mundial, premiou sete empresas e organizações brasileiras que se destacaram pela inovação no uso da Tecnologia da Informação, além de uma escola estadual de São Paulo que ensina seus alunos sobre o valor da propriedade intelectual.

Uma das homenageadas foi Claire Feliz Regina, da Receita Federal do Brasil, por um programa que estabeleceu o Brasil como vanguarda entre iniciativas internacionais de governo eletrônico (e-gov). O Brasil foi pioneiro no preenchimento do formulário da Declaração do Imposto de Renda via Internet, com quase todas as empresas e contribuintes pessoa física submetendo suas declarações via Internet.

A transformação cibernética que ocorreu no Brasil entre a antiga forma de submeter as declarações em papel e a atual forma via Internet foi resultado de esforços persistentes e combinados de muitos funcionários dos serviços da Receita Federal do Brasil, mas, acima de todos, foi resultado do esforço de Claire Feliz Regina.

Uma mulher com uma visão excepcional, corajosa e muito persuasiva, Regina liderou os esforços para que se usasse a tecnologia no intuito de modernizar o sistema de Declaração de Rendimentos no Brasil. Pioneiros do governo eletrônico (e-government) no Brasil, Regina e seus colegas têm sido reconhecidos por seus esforços por instituições da União Européia (2001) e das Nações Unidas (2003).

O prêmio foi oferecido pela Business Software Alliance (BSA), entidade que representa a indústria de software mundial e seus parceiros de hardware em uma variedade de assuntos comerciais e políticos. Aproximadamente 30 executivos de companhias como Adobe, Apple, Dell, McAfee, Microsoft, Rosetta Stone, Sybase e Symantec visitaram São Paulo e Brasília para reuniões com líderes do governo e empresariais sobre a indústria de TI brasileira.

Os executivos participaram do Fórum de Tecnologia, Inovação e Progresso e da cerimônia de premiação dos Distinguished Innovators.

Entre outros vencedores do prêmio Distinguished Innovators estão: . João Meidanis, PhD, e João Setubal, PhD, professores de ciência da computação que organizaram o mais ambicioso projeto científico do Brasil: o sequenciamento genético de um patogenia que estava destruindo milhões de dólares de produção cítrica a cada ano. O reconhecido projeto incluiu a colaboração, via internet, de mais de 100 cientistas de mais de 34 centros de pesquisa em São Paulo.

. Câmara de Pagamentos Interbancários, um consórcio de banqueiros que desenvolveu um sofisticado sistema para a transferência de dinheiro entre bancos em tempo real, assim como um singular sistema de micro-crédito largamente usado pela população de baixa renda.

. Bruno Ghizoni, fundador da consultoria de negócios Neos Technology Innovation, que desenvolveu uma forma singular de software para análises inovadoras. Entre seus trabalhos de sucesso, Neos ajudou o Judiciário a estabelecer um sistema de leilões online para propriedades apreendidas, aumentando transparência e retorno financeiro para o Ministério da Justiça do Brasil;

. Carlos Henrique de Brito Cruz, PhD, diretor científico da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), cujo escritório apóia pesquisas em ciência da computação na Universidade e estimula a inovação em TI no setor privado, incluindo novos empreendimentos.

A BSA foi assessorada em sua escolha dos homenageados pela equipe de pesquisa do Centro de Gerenciamento e Políticas Tecnológicas da Universidade de São Paulo, sob a direção do Dr. Ary Plonski, e do Creative and Innovative Economy Center da George Washington University Law School, dirigido pelo Dr. Michael P. Ryan. Diversos especialistas brasileiros de empresas e universidades também colaboraram no processo.

Perfis detalhados dos homenageados estão disponíveis no endereço eletrônico www.law.gwu.edu/ciec.

A BSA também apresentou sua premiação Campeões Cibernéticos para duas empresas brasileiras que têm demonstrado liderança na indústria de alta tecnologia no Brasil e que criaram empregos de alta especialização.

. Paradigma Business Technology, cujo software tem permitido à indústria energética brasileira negociar e transacionar contratos de preço com reduzida incerteza e maior eficiência; e

. Softon Intelligent Systems, que desenvolveu e implementou soluções de software para a prevenção de fraudes financeiras, especialmente lavagem de dinheiro.

A BSA também saúda professores e alunos da E.E. Prof. Rômulo Pero, participantes ativos do Projeto Escola Legal, desenvolvido pela Câmara Americana de Comércio. Esse projeto busca aumentar a conscientização dos prejuízos causados a inventores e artistas criativos quando artigos de propriedade intelectual - como música, filme e software - são pirateados. Estudantes do programa colaboraram em pinturas, colagens, música e encenações teatrais, entre outras atividades inspiradas na questão da pirataria sob suas perspectivas juvenis. A BSA é uma patrocinadora do programa junto com a Associação Brasileira das Empresas de Software – ABES, entre outras, e também conta com o apoio do Ministério da Justiça e o Conselho Nacional de Combate à Pirataria (CNCP).

“As diversas formas como a Tecnologia da Informação faz uma diferença positiva em nossas vidas é limitada apenas por nossa imaginação – e pelo ambiente político que o governo cria para TI”, diz Robert Holleyman, presidente e CEO da BSA. “Esses prêmios reconhecem brasileiros que estão liderando o caminho para o progresso tecnológico de todas as pessoas”.

Antes da cerimônia de premiação, a BSA realizou uma discussão pública sobre questões relativas às indústrias brasileiras de alta tecnologia. O diálogo foi coordenado por Ozires Silva, Presidente Emérito da Embraer, e mediado por Paulo Sotero, diretor do Instituto Brasileiro no Woodrow Wilson International Center for Scholars. Outros participantes do painel foram: . Luciana Hashiba, gerente de Parcerias e Inovação Tecnológica da Natura | . David Nation, vice-presidente Sênior de Assuntos Corporativos da Bentley Systems | . Gerson Schmitt, presidente do Conselho da Paradigma Business Technology | . Ethevaldo Siqueira, colunista d’O Estado de São Paulo, colaborador especial da Época, e comentarista da Rádio CBN | . Bradford Smith, vice-presidente sênior, General Counsel e secretário Corporativo da Microsoft Corporation; e Alfred Szwarc, consultor de Emissões e Tecnologia da União da Indústria de Cana-de-açúcar (UNICA).

Ainda durante sua visita, executivos da BSA se encontraram com autoridades governamentais, incluindo ministros da Justiça e da Ciência e Tecnologia, além de parlamentares envolvidos em questões de TI.

“A BSA está aumentando o seu foco no Brasil como um dos mais importantes mercados do mundo e como centro ascendente em tecnologia e inovação”, disse Holleyman. “De 2009 a 2012, a projeção de vendas de computadores pessoais no País é de um crescimento de 75%, e as vendas de pacotes de software devem crescer 40%. Ao enfrentar questões como a pirataria de software, incentivos para a inovação e para o ambiente de negócios em geral, o Brasil continuará a construir sua liderança global e irá gerar empregos e soluções em TI para sua população”.

Perfil da BSA -A Business Software Alliance (www.bsa.org) é a voz da indústria mundial de software comercial e seus parceiros de hardware perante governos e no mercado internacional. Os membros da BSA são Adobe, Apple, Autodesk, Bentley Systems, CA, Cisco Systems, CNC Software/Mastercam, Corel, CyberLink, Dassault Systèmes SolidWorks Corporation, Dell, Embarcadero, HP, IBM, Intel, Intuit, McAfee, Microsoft, Minitab, PTC, Quark, Quest Software, Rosetta Stone, SAP, Siemens, Sybase, Symantec, Synopsys, and The MathWorks.