Notícia

Portal da Universidade Federal de São Paulo

Profissionais da Unifesp participam como palestrantes do Workshop FAPESP - ABC sobre Pesquisa Colaborativa Universidade-Empresa

Publicado em 05 novembro 2011

O Prof. Dr. Luiz Leduino de Salles Neto, Pró-Reitor de Assuntos Estudantis e professor do Instituto de Ciência e Tecnologia do Campus São José dos Campos (ICT), e a Profa. Dra. Jane Zveiter de Moraes, Chefe do Departamento de Biofísica, ambos da Unifesp, serão palestrantes do "Workshop FAPESP - Academia Brasileira de Ciências sobre Pesquisa Colaborativa Universidade-Empresa", que acontece dias 7 e 8 de novembro, no Centro de Eventos Frei Caneca. O evento trará a apresentação de projetos de pesquisa apoiados no Programa FAPESP de Apoio à Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica - PITE, nos últimos anos.

No dia 08, às 11h20, Jane explanará sobre o Desenvolvimento de Métodos Alternativos para Substituição de Animais de Experimentação na Avaliação de Potencial Alergênico de Agentes Químicos - Projeto PITE FAPESP - Natura Inovação e Tecnologia de Produtos Ltda. Às 16h10, Leduino explanará sobre a Otimização dos Custos de Carregamento e de Transporte de Cargas por Navios: Aspectos Teóricos e Computacionais- Projeto PITE FAPESP-VALE.

"Nos sentimos duplamente honrados pela oportunidade de participar de um evento promovido por duas das principais organizações da Ciência no País, a Fapesp e a ABC, e abordando tema tão importante para o mundo todo, em particular para os países em desenvolvimento como o Brasil: a pesquisa colaborativa universidade-empresa. Nosso projeto, que conta com seis pesquisadores do ICT-Unifesp, financiado pela Fapesp e pela Vale ainda está no início, completará seis meses em novembro, mas as perspectivas de desenvolvimento de técnicas que contribuam com a logística de transporte por navios, e por conseguinte, com as eficiências energética e ambiental são animadoras", comemora o Pró-Reitor de Assuntos Estudantis da Unifesp.

Para Jane Zveiter de Moraes, este workshop fortalecerá a iniciativa da agência de fomento e propicia a oportunidade para que os pesquisadores contemplados com os recursos do programa PITE se encontrem, se conheçam, divulguem e compartilhem suas experiências. "Nossa proposta busca desenvolver e padronizar novas metodologias in vitro para permitir ao final a apresentação de um modelo de predição do potencial de risco de sensibilização de substâncias utilizadas no setor cosmético. O projeto apresenta relevância técnico-científica também para a indústria farmacêutica, além de atender ao grande apelo ético, social e econômico para a substituição do uso de testes em animais", finaliza a pesquisadora.

Leduino complementa, ainda, que um dos primeiros trabalhos realizados, embora com dados gerados aleatoriamente, foi escolhido na semana passada como o melhor trabalho de Pesquisa Operacional do 18º Simpósio de Engenharia de Produção - "Sustentabilidade em cadeias produtivas. "Será interessante também conhecer os outros 23 projetos apresentados, alguns com muito mais tempo de desenvolvimento que o nosso", complementa.