Notícia

Portal da Universidade Federal de São Paulo

Professores da Unifesp presidem o maior Congresso de Geologia da América Latina

Publicado em 23 agosto 2012

Os professores do Setor de Geociências do Instituto de Ciências Exatas e da Terra do campus Diadema, Fábio Braz Machado e Adilson Viana Soares Jr foram convidados pela Sociedade Brasileira de Geologia (SBG) para serem, de forma respectiva Presidente e Vice-Presidente do 46º Congresso Brasileiro de Geologia e 1º Congresso de Geologia dos Países de Língua Portuguesa.

Segundo Prof. Fábio Machado, tudo começou em 2010 durante a última edição do congresso, realizado na cidade de Belém A diretoria da SBG, um órgão científico com quase 70 anos de existência, lançou a ideia propondo os integrantes da comissão. Daí por diante foram dois anos de preparação para a realização do evento que ocorrerá entre os dias 30 de setembro a 5 de outubro na bela cidade de Santos (SP), que contará com mais de 50 simpósios e 40 palestrantes de vários países, além de minicursos de altíssimo nível, fóruns e mesas redondas. O congresso conta com o patrocínio de empresas e instituições como PETROBRAS, VALE, ANP, CPRM, BP, REPSOL, CNPQ, CAPES, FAPESP, dentre outras e os valores já ultrapassam os três milhões de reais.

Para o vice-presidente, Prof. Adilson, a preocupação foi também aliar de forma mais ampla quanto possível os professores e alunos do campus que integram as diferentes comissões do congresso. - Não é fácil, são mais de 4.000 inscritos de todo o Brasil e de vários países, 2200 trabalhos submetidos, é uma grande responsabilidade. É o maior congresso da área de toda a América Latina. Temos alunos do campus atuando na comissão estudantil com hotel e inscrição garantida.

Além disso, como comemoração ao ano de Portugal no Brasil será também o 1º Congresso de Geologia dos Países de Língua Portuguesa, fato que, por si só, promoveu vários trabalhos enviados de Portugal e Moçambique, além de profissionais de empresas de vários países interessados neste mercado, diz Prof. Fábio Machado.

O evento terá uma forte vertente para as pesquisas na camada do pré-sal na bacia marginal homônima à cidade escolhida como sede do evento, logicamente por tratar-se de uma das maiores descobertas geológicas de todos os tempos. O presidente de honra será o Dr. Guilherme Estrella, ex-diretor de exploração da PETROBRAS e o geólogo que conduziu as descobertas na bacia offshore. Na mesa de abertura são convidados a presidenta da república, presidenta da PETROBRAS, Embaixador de Portugal no Brasil, o Ministro das minas e energia, da educação e é claro o Reitor da UNIFESP.

O pavilhão de exposição conta com uma área de 10 mil m2, na qual a UNIFESP é participante. Nesta feira ocorrerá uma importante premiação no qual será concedido uma medalha de ouro, denominada de Pándia Calógeras, ao Ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva pelo incentivo às pesquisas na área de Petróleo &Gás e o forte avanço do setor mineral durante seu governo. Segundo Prof. Fábio Machado a intenção é que este prêmio seja concedido no dia 1 de outubro próximo aos estandes da UNIFESP e do Ministério de Minas e Energia.

Por fim, entendemos que em um evento desta magnitude (científico profissional e político), cujos membros da comissão são docentes das principais universidades do país, o grau de confiança depositada nos docentes do Campus Diadema para ocuparem os cargos mais altos do evento mostra o respeito para com a instituição em seus mais diversos cursos e linhas de pesquisa.

Conheça mais sobre o congresso em www.46cbg.com.br