Notícia

ACIG - Associação Comercial e Industrial de Garça

Professores da Famema e Unesp estão entre 10 mil cientistas mais influentes

Publicado em 05 outubro 2021

O docente e chefe da disciplina de Genética da Famema (Faculdade de Medicina de Marília), Spencer Luiz Marques Payão, e os docentes Marta Lígia Pomim Valentim e Vitor Engracia Valenti, da Unesp na cidade, estão em uma lista com os dez mil cientistas mais influentes da América Latina.

O docente e chefe da disciplina de Genética da Famema (Faculdade de Medicina de Marília), Spencer Luiz Marques Payão, e os docentes Marta Lígia Pomim Valentim e Vitor Engracia Valenti, da Unesp na cidade, estão em uma lista com os dez mil cientistas mais influentes da América Latina. A relação foi divulgada pelo Alper-Doger (AD) Scientific Index 2021 - sistema de classificação e análise com base no desempenho científico e no valor agregado da produtividade científica de pesquisadores.

A Famema aparece pela primeira vez entre as 453 instituições do continente que integram o ranking e ele é o único pesquisador da faculdade na lista que agrega os valores das pesquisas nos últimos cinco anos com peso para o levantamento.

O índice leva em conta doze áreas: agricultura e silvicultura, artes, design e arquitetura, negócios e gestão, economia e econometria, educação, engenharia e tecnologia, história, filosofia, teologia, direito, estudos jurídicos, medicina e ciências da saúde, ciências naturais e ciências sociais. Spencer Payão diz que o resultado reflete décadas de trabalho direcionado para as pesquisas com doença de Alzheimer, Terapia Celular, Genética Humana e Médica e Doenças Gástricas.

“Fico muito honrado com esse reconhecimento, mas ninguém faz nada sozinho, por isso quero dividir essa honraria com os meus 22 mestres, 12 doutores e dois pós-doutores que orientei e ajudei a formar durante a minha carreira”, disse.

O pesquisador agradeceu ainda aos da Faculdade, do Banco de Cérebro do Canadá, à sua família e à Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) por apoio em 14 Auxílios à Pesquisa. O suporte permitiu 94 publicações em periódicos de reconhecimento internacional e de alto impacto, “além de permitir um salto tecnológico na Famema, onde hoje se encontra um dos mais bem equipados Laboratórios de Biologia Molecular da região”.

UNESP

- Marta Pomim Valentim é professora titular da Unesp, com Pós-Doutorado pela Universidad de Salamanca (USAL), Espanha, 2012 e Livre Docente em Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional pela Unesp, 2009. É bolsista em Produtividade em Pesquisa (PQ-1D) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) na área de inteligência organizacional, gestão da informação, gestão do conhecimento e cultura informacional desde 2002. Líder do Grupo de Pesquisa Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional. Coordena o projeto de pesquisa Inteligência organizacional e inteligência social no contexto do big data: análise de dados para a geração de diferenciais competitivos.

- Vitor Engracia Valenti é graduado em Fisioterapia Unesp Marília, Doutor em Ciências pela UNIFESP em 2011 e Livre-Docente em Fisiologia pela FFCUNESP/Marília em 2019. É Professor Associado do Departamento de Fonoaudiologia da FFC-UNESP/Marília. Destacou-se na cidade em atuação com informação, lives e pesquisas durante a pandemia de Covid com repercussão de estudos e esclarecimento de dúvidas.

A Unesp tem 572 pesquisadores listados na relação e é a segunda instituição da lista, abaixo apenas da USP, com 2.134 cientistas. A Unicamp, com 556, é a terceira. (Por Giro Marília)

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Giro Marília