Notícia

Clique F5

Professora de Primavera do Leste recebe prêmio destaque da USP

Publicado em 25 setembro 2019

Criado em 2012, o Prêmio Tese Destaque USP reconhece com prêmios e menções honrosas as melhores teses

A professora de Geografia do IFMT campus Primavera do Leste, Lívia Maschio Fioravanti recebeu o Prêmio Tese Destaque USP 2019. Sua tese de doutorado, sob a orientação da Profa. Glória da Anunciação Alves, do Departamento de História e Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FLCH-USP), foi considerada a melhor na categoria Ciências Humanas.

Criado em 2012, o Prêmio Tese Destaque USP reconhece com prêmios e menções honrosas as melhores teses realizadas anualmente em nove áreas: Ciências Agrárias; Ciências Biológicas; Ciências Exatas e da Terra; Ciências da Saúde; Ciências Humanas; Ciências Sociais Aplicadas; Engenharias; Linguística, Letras e Artes; e Multidisplinar.

A Comissão Julgadora, que incluiu especialistas de cada área externos à USP, selecionou as teses de acordo com três critérios: originalidade; relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação; e valor agregado ao sistema educacional.

A cerimônia de entrega do prêmio foi realizada no dia 13 de setembro em São Paulo, integrando as comemorações dos 50 anos da pós-graduação na USP.

Mestra e Doutora em Geografia Humana pela USP, a Profª. Lívia foi bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e fez estágio no Institut des Hautes Études de l’Amerique Latine da Université Sorbonne Nouvelle de Paris. Lívia M. Fioravanti é docente do IFMT desde 2014 e contou com Afastamento para Capacitação, o que, na opinião da professora, contribuiu para a qualidade do trabalho desenvolvido.

Também coordenou projetos de pesquisa e de extensão apoiados pelo IFMT e pelo CNPq. É autora de artigos científicos e do “Atlas socioespacial de Primavera do Leste: contribuições para políticas públicas” (IFMT/CNPq, 2017) (Veja o Atlas), em coautoria com o professor do IFMT Willian Magalhães de Alcântara.