Notícia

Gazeta de Limeira online

Professora da FCA ganha prêmio com pesquisas sobre diabetes

Publicado em 17 julho 2011

O estudo sobre uma proteína do sistema de defesa do organismo essencial para o controle do peso corpóreo rendeu à professora Patrícia Prada o prêmio de US$ 1 mil. A apresentação do estudo da docente de Nutrição da Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA/Unicamp) aconteceu durante o 71st Scientific Sessions, realizado entre os dias 24 e 28 de junho, em San Diego, nos Estados Unidos.

Com organização da Associação Americana de Diabetes, Patrícia foi a única premiada da América Latina entre os 28 trabalhos que foram premiados. O reconhecimento é concedido a pesquisadores em início de carreira que desenvolvem pesquisa de ponta no campo da diabetes e na melhoria no cuidado e atendimento aos portadores da doença.

O estudo foi inteiramente desenvolvido no Brasil e está ligado à linha de pesquisa em que a professora atua na FCA. “De acordo com meu estudo os animais geneticamente modificados, que não expressam a proteína double-stranded RNA-dependent protein kinase (PKR), quando expostos à dieta rica em gordura, não ficam obesos. A identificação do papel da PKR na regulação do balanço energético contribuirá para o desenvolvimento de novas drogas, para inibir ou tratar a obesidade”, explica.

Estudos

A docente conta que o interesse pela área de nutrição é antiga e envolve tanto os cuidados quanto a prevenção na alimentação de indivíduos. Após sua graduação na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) ela fez doutorado na Universidade de São Paulo (USP) e estudou modelos animais de obesidade ligados à ingestão de sódio e pressão arterial. “Neste período participei de congressos científicos nacionais e internacionais e apresentei resultados dos meus estudos. Ganhei quatro prêmios durante o doutorado”, lembra.

Em seu pós-doutorado na Unicamp ela estudou diversos modelos de obesidade genética e as induzidas por dieta. “Nesta época fiz pós-doutorado no departamento de endocrinologia e diabetes da escola médica de Harvard, nos Estados Unidos”, conta.

Atualmente Patrícia é responsável pelas disciplinas Patologia e Nutrição e Genética do Metabolismo. Ela orienta cinco alunas de iniciação científica, três alunas de mestrado e uma no doutorado, todas com bolsa FAPESP ou CNPq. “Estou confiante e animada para contribuir tanto para o ensino quanto para a pesquisa na Unicamp”, conta. (KC)