Notícia

Jornal da USP online

Professor da USP recebe título Doutor Honoris Causa na Alemanha

Publicado em 05 fevereiro 2019

Por Thainan Honorato

O professor José Antonio Visintin, diretor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da USP, em São Paulo, recebeu da Universidade de Hannover, na Alemanha, o título Doutor Honoris Causa.

Segundo a instituição alemã, o título se justifica principalmente pela atuação do professor na área de reprodução em pecuária e pelas diversas atividades científicas internacionais do brasileiro.

O professor acredita que a honraria se deu em função da sua contribuição no campo da reprodução, em particular na área de fertilização in vitro, clonagem e animais transgênicos. E ainda pela sua participação no Conselho Brasileiro para Desenvolvimento Científico e Tecnológico e por sua atuação na formação técnico-científica do Brazilian Embryo Technology Society (SBTE), National Committee for Biosecurity e colaboração em cargos administrativos e conselhos universitários e de classe. O evento de entrega do título ocorreu em novembro do ano passado.

Além de diretor da FMVZ, o professor Visintin foi prefeito do campus da USP, em São Paulo, atualmente, responde pela Superintendência de Prevenção e Proteção Universitária da USP. É graduado em Medicina Veterinária pela USP, onde também fez o mestrado e doutorado. É assessor da Fapesp e do CNPq e atuou em diversas comissões administrativas na USP e em entidades de classe. Publicou 63 artigos em periódicos especializados e um livro. Orientou 20 mestrados e 14 doutorados, além de 19 trabalhos iniciação científica e 36 de conclusão de curso.

Além do título concedido pela instituição alemã, recebeu 13 prêmios e homenagens. Atua na área de medicina veterinária com ênfase em biotecnologia de embriões, clonagem e transgenia animal. Tem projetos de pesquisa em parceria com a Universidade de Hannover.

A Universidade Hannover foi fundada em 1831, é uma das maiores e mais antigas universidades de ciência e tecnologia na Alemanha. No início, eram 64 alunos, atualmente, conta com mais de 25 mil estudantes matriculados.