Notícia

Envolverde

Professor da Unicamp ganha prêmio Yngve Ericsson Prize

Publicado em 14 maio 2010

Agência FAPESP - Jaime Aparecido Cury, professor titular de bioquímica da Faculdade de Odontologia de Piracicaba da Universidade de Campinas (Unicamp) foi o vencedor do Prêmio Yngve Ericsson Prize.

Cury possui graduação em Odontologia pela Unicamp (1971), mestrado em Ciências (Bioquímica) pela Universidade Federal do Paraná (1974), doutorado em Ciências Biológicas (Bioquímica) pela Universidade de São Paulo (1980) e pós-doutorado pela Universidade de Rochester (Estados Unidos).

Além disso, o docente foi presidente da Associação Brasileira de Odontologia Preventiva (Aboprev), entre 1993 e 1995. Publicou mais de 200 artigos científicos, sendo 150 em revistas internacionais. É autor de nove capítulos de livros. Tem experiência na área de odontologia, com ênfase em cariologia, atuando principalmente nos temas flúor e biofilme dental.

A premiação é concedida a dois pesquisadores a cada três anos. O outro escolhido foi o professor Hanu Hausen, da área de Epidemiologia, da Finlândia.

Os concorrentes são indicados por uma comissão internacional e os critérios de julgamento levam em conta o que os candidatos realizaram no campo de pesquisas laboratoriais ou clínicas com contribuição específica para a prevenção de doenças bucais.

Os candidatos são julgados pela originalidade, qualidade e abrangência da sua contribuição científica, assim como a abrangência e a importância clinica dos resultados. Concorrem apenas pesquisadores que ainda estão ativos em pesquisas.

A entrega do prêmio será realizada no dia 8 de julho, em Montpellier (França), na cerimônia de abertura da Organização Europeia de Pesquisa em Cariologia (Orca). Além do certificado, cada pesquisador receberá um Prêmio de US$ 25 mil.

Criado em 1986, o prêmio foi concebido em homenagem ao professor Ingve Ericsson, do Karolinska Institute, um dos fundadores da Orca.

Mais informações: http://www.fop.unicamp.br/

(Envolverde/Agência Fapesp)