Notícia

Diário São Carlos

Professor da UFSCar recebe prêmio de fundação japonesa por pesquisa na área de vidros

Publicado em 21 fevereiro 2015

O professor Edgar Dutra Zanotto do Departamento de Engenharia de Materiais (DEMa) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) foi agraciado pela Fundação Nippon Sheet Glass para Engenharia e Ciências de Materiais com um prêmio pelo desenvolvimento da pesquisa  "Which equation best describes the equilibrium viscosity of oxide glasses above and below Tg?" (“Qual equação descreve melhor a viscosidade de vidros óxidos acima e abaixo de Tg?”).

De acordo com o docente, o estudo busca analisar qual das dezenas de equações disponíveis a que melhor descreve a viscosidade de vidros numa extensa faixa de temperaturas e valores de viscosidades. “Se tudo der certo, o resultado poderá ser extremamente útil tanto à pesquisa acadêmica quanto às empresas que fabricam produtos de vidro”, afirma o docente que conta, nesta pesquisa, com a colaboração dos pesquisadores de pós-doutorado do DEMa Daniel Roberto Cassar e Allison Mendes Rodrigues, e dos professores Francisco Louzada Neto, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP de São Carlos, e Marcio Luis Ferreira Nascimento, do Departamento de Engenharia Química da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Zanotto conta que foi convidado pela Fundação Nippon a submeter um projeto e seu currículo. A aprovação da proposta (prêmio) não prevê auxílio para o desenvolvimento da pesquisa, apenas um diploma e um incentivo para participação em um congresso. A Fundação considera que o pesquisador já disponha de recursos para o desenvolvimento do trabalho ou que consiga após o reconhecimento de mérito pela Nippon. “O que vale mais é o reconhecimento da qualidade de nossas pesquisas por uma empresa líder mundial no desenvolvimento e fabricação de vidros planos”, explica.

“Um ponto interessante da Fundação Nippon é que, apesar de pertencer a uma empresa privada, eles também apoiam pesquisas de cunho acadêmico, seja teórica ou aplicada”, afirma o docente. Zanotto é fundador do Laboratório de Materiais Vítreos (LaMaV ) e atual coordenador do Centro de Ensino, Pesquisa e Inovação em Vidros (CEPIV), um dos CEPIDs apoiado pela Fapesp.  Ao longo de sua carreira, Zanotto foi agraciado com 22 prêmios nacionais e seis prêmios internacionais, que incluíram três dos seis prêmios internacionais mais importantes na área de vidros (Zachariasen Award, Vittorio Gottardi Prize e G.W. Morey Award), além do TWAS Prize in Engineering Sciences, da Academia Mundial de Ciências (The World Academy of Sciences).

A Fundação Nippon Sheet Glass para Engenharia e Ciências de Materiais foi estabelecida pela Nippon Sheet Glass Company, em 1979. O Grupo é um dos líderes na produção de vidros para construção civil e o setor automotivo. A Fundação oferece apoio a pesquisadores nas áreas de materiais inorgânicos usados em várias indústrias incluindo TI e comunicação, biotecnologia, energia e proteção ambiental.