Notícia

Embrapa

Produtor irá conhecer novos equipamentos em Show Rural

Publicado em 29 janeiro 2009

Os visitantes da 21ª edição do Show Rural Coopavel, a ser realizada no período de 9 a 13 de fevereiro, em Cascavel, Paraná, terão a oportunidade de conhecer duas novas tecnologias da Embrapa Instrumentação Agropecuária: um equipamento dedicado ao pós-colheita para medir a firmeza de folhagens e um sensor para irrigação de precisão. As tecnologias serão apresentadas na Casa da Embrapa.

A Embrapa Instrumentação Agropecuária, unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, localizada em São Carlos (SP), vem trabalhando na melhoria do processo de pós-colheita e tem desenvolvido pesquisas na mensuração de danos físicos e qualidade na cadeia produtiva.

Para isso, desenvolveu o equipamento Wiltmeter – marca já registrada – para medição da turgescência de folhosas, ou seja, para medir a firmeza, a murcha das folhas. A turgescência das folhas é fator primordial de qualidade relacionado ao conteúdo de água e prejudicado pela perda dela.

O Wiltmeter é um instrumento para fazer medidas objetivas após a colheita e durante o armazenamento, é simples, portátil e de fácil uso. Estudos indicaram que o instrumento é adequado para avaliação objetiva e rápida da qualidade de folhosas, o que é um progresso em relação aos métodos táteis subjetivos atualmente utilizados em todo o mundo.

De acordo com o pesquisador Adonai Gimenes Calbo o equipamento gera resultados tão próximos aos obtidos com a sonda de pressão que o qualifica como um instrumento sucedâneo e mais prático que pode ser utilizado em estudos de pós-colheita e de ecofisiologia vegetal nos quais a aplicação direta da sonda de pressão seria impossível ou ao menos demasiadamente trabalhosa. O aparelho está em fase de validação e em breve será repassado para a iniciativa privada fabricar e comercializar

Desperdício

Já o sensor para irrigação de precisão é resultado de pesquisa para reduzir o desperdício de água usada na agricultura, uma vez que esta atividade representa a maior ameaça às reservas de água doce do planeta, de acordo com um relatório das Nações Unidas divulgado em 2006.

Na média mundial, cerca de 70% dos recursos hídricos disponíveis atualmente são destinado à irrigação, fato que exige da ciência e tecnologia o desenvolvimento de soluções para a redução do desperdício. Nesse sentido, a Embrapa Instrumentação Agropecuária desenvolveu sensores para irrigação de precisão, cujo protótipo batizado de Nó-Sensor de Umidade de Solo, que usa tecnologia de rede de sensores sem fio, será apresentado na Coopavel. A tecnologia tem várias aplicações no setor agrícola.

A principal é como ferramenta de apoio a agricultores que realizam manejo com irrigação, para a aquisição de dados edafo-ambientais (solo e ambiente) relacionados com o consumo de água pela cultura. O pesquisador André Torre explica que o monitor permite a leitura imediata ou o armazenamento de dados por períodos de até um mês em sua memória. Pode ser utilizado para auxiliar o planejamento logístico no corte e carregamento de cana-de-açúcar, identificando a umidade ideal do solo para que o processo de colheita leve o mínimo de impurezas para a moenda.

O Nó-Sensor de Umidade do Solo é um dos resultados do projeto “Desenvolvimento de plataforma tecnológica para irrigação de precisão em culturas perenes” (IRRIGAP), desenvolvido em parceria com a Enalta Inovações Tecnológicas, empresa de São Carlos, com financiamento do Programa de Inovação Tecnológica em Pequena Empresa (PIPE) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).