Notícia

Jornais Virtuais

Procrastinar gera culpa, culpa gera ansiedade. Empresária relata efeitos da quarentena

Publicado em 08 julho 2020

Por já trabalhar em home office, a criadora de conteúdo e empresária Jessica Dantas, de 27 anos, imaginava que teria poucas dificuldades para se adaptar ao distanciamento social há quase quatro meses. “O clima, a internet, o dia a dia, estava tudo diferente”, conta. “O fato de estar em casa por opção é diferente de não poder sair em casa.”

Ela começou a ter crises de ansiedade logo nas primeiras semanas. Um dos fatores que mais a impactava é a imprevisibilidade da pandemia, da qual passava grande parte do dia ligada ao procurar novas notícias pela internet e na televisão. “No começo, estava super desesperada, com ansiedade todo dia.”

Uma pesquisa divulgada nesta terça-feira, 7, mostrou que mais de metade da população adulta do Estado de São Paulo afirma sentir ansiedade ou nervosismo com frequência desde que a pandemia causada pelo novo coronavírus começou. Para 39% dos entrevistados, sentir-se triste ou deprimido passou a ser algo rotineiro durante a quarentena e quase 30%, que antes dormiam bem, começaram a enfrentar problemas de sono. Os dados foram coletados entre os dias 24 de abril e 24 de maio por meio de questionário on-line.

“Um dos objetivos da iniciativa foi avaliar o estado de ânimo dos brasileiros durante o período de isolamento social e os resultados mostram que, nesse aspecto, os adultos jovens [entre 18 e 29 anos] foram os mais afetados: 54,9% com tristeza frequente e 69,7% com ansiedade frequente, enquanto entre os idosos esses percentuais foram, respectivamente, 25% e 31%”, conta Marilisa Barros, professora da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp e coordenadora do estudo ao lado de Célia Landmann Szwarcwald (Fiocruz) e Deborah Carvalho Malta (UFMG).

Quando começou a ter sintomas físicos, como falta de ar, Jessica Dantas resolveu voltar para a terapia, da qual havia tido alta meses antes. Também fez adaptações na rotina, para conciliar as horas de lazer e de trabalho, para trazer uma sensação de conforto e segurança. “Estar procrastinando gerava culpa, que gerava ansiedade.”

Jessica compartilhou parte dessas experiências no canal Fala Dantas, que mantém no Youtube. O resultado foi uma série de comentários de jovens que enfrentam a mesma situação na quarentena. “Me identifico muito contigo, ultimamente tô tendo muita crise de ansiedade”, respondeu uma usuária.

Adoção abrupta do distancaimento leva a ansiedade em alguns, aponta professor

Professor do Departamento de Psicologia da UFSC, Narbal Silva explica que a adoção abrupta do distanciamento e do isolamento social foi um dos fatores que começou a gerar nervosismo e ansiedade em algumas pessoas. “Ao termos perdido o presencial, isso atingiu sobremaneira uma necessidade que é inerente a todo ser humano, a necessidade de se relacionar e conviver. O virtual não substitui, nem mesmo para as gerações mais novas, que tem uma cultura da tecnologia digital.”

Outro ponto que aborda são as incertezas geradas pela pandemia, como a falta de um tratamento comprovado para a covid-19 e o desconhecimento de quando o distanciamento poderá acabar. “Agora, começamos a receber informações de perspectiva de vacinas. Isso em menor ou maior grau diminui um pouco a nossa ansiedade, as nossas angústias.”

O professor inclui ainda um terceiro fator, que são as fake news, os boatos e as ambiguidades ideológicas. Ele exemplifica que parte da população convive com opiniões distintas entre poder público, círculo social e especialistas. “Imagina como fica a cabeça nesse momento.”

Por isso, Silva ressalta a importância do autocuidado nesse momento, como manter um bom diálogo com as pessoas com que vive, praticar atividades físicas, separar horários de lazer dos profissionais e cuidar da própria higiene. “Só lazer, lazer, lazer, ou só trabalho, trabalho, trabalho, vai me afetar e afetar a todos que estão comigo.”

Isso inclui também tentar manter-se otimista na medida do possível e refletir sobre isso, sobre objetivos pessoais e profissionais e como atingi-los, por exemplo – mas com “respeito aos meus limites e possibilidades”. “É importante não perder de vista o que tinha e se queria antes (da pandemia)”, ressalta.

O professor ainda reitera que é importante prestar atenção em si ainda mais na pandemia. Por mais que sentimentos negativos façam parte da vida, a permanência da tristeza, da melancolia e da perda de esperança deve ter atenção, assim como a falta de vontade constante de sair da cama. Nesses casos, é importante refletir sobre a necessidade de procurar ajuda externa, de um profissional de saúde mental. /COM AGÊNCIA FAPESP

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
UOL Estadão.com Agência Brasil UOL O Estado de S. Paulo UOL Estadão.com IstoÉ online BOL Folha.com IstoÉ Dinheiro online Novo Cantu Notícias Poder360 Portal Vermelho Portal Carapicuíba A Crítica (MS) online Terra São Carlos em Rede MSN SP Agora Consecti - Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de CT&I Portal Neo Mondo Portal do Zacarias Atemporal Head Topics (Brasil) Programa InfoSalud (Argentina) O Rolo Notícias Momento MT O Documento online FA Notícias Central das Notícias Portal F11 Folha de Ibitinga A Semana News Money Times Agência BR Sistema Costa Norte de Comunicação Jornal Cidade (Barreiras, BA) online Portal Paraná Empresarial Portal Brasil Empresarial Terra MSN SBNotícias Notícias de Campinas Notícias Botucatu Portal do Governo do Estado de São Paulo Ternura FM Região Noroeste Notícias ao Minuto (Brasil) Jornal Folha da Terra (Itupeva, SP) online Dinheiro Rural online O Bom da Notícia Melody FM 94.1 Mix Vale Jornal Tijucas Jornal Dia Dia Jornal Floripa JM1 Clube FM 100.5 Jornal de Piracicaba Portal de Notícias Poliarquia Portal Lapada Lapada Portal TopGyn Bocaina Informa Cenário MT 106.7 FM (Ribeirão Preto, SP) O Mato Grosso Jornal MSN Vale News Mais influente online O Estado RJ online O Dia (SP) Rádio Piratininga 750 AM Alô Tatuapé Tamoios News Ata News Prime News Boqnews Jornal da Região (Jundiaí, SP) online Painel Notícias Época Negócios online Epoch Times em Português A Verdade online Portal Agora no RS Blog da Cris RN Hoje AZero News Epoch Times Brasil Jornal da Orla online Portal Mato Grosso Head Topics (Reino Unido) Portal Fecomerciários - Federação dos Empregados no Comércio do Estado de São Paulo Portal MT ISN Portal Jornal Regionalidades online Notícias da Sua Cidade Jornal Roraima Hoje Milicia da Imaculada