Notícia

O Imparcial (Presidente Prudente, SP)

Pró-ciências teve participação de 62 professores

Publicado em 29 novembro 2000

Aconteceu em Presidente Venceslau, no dia 26, solenidade de encerramento do "Projeto Pró- Ciências", dirigido aos professores do Ciências e Biologia, das Diretorias de Ensino de Santo Anastácio, Adamantina. Mirante do Paranapanema e Presidente Prudente. No Cefam de P. Venceslau, foram desenvolvidas as aulas teóricas e parte das aulas práticas. Participaram 62 professores. Destes, apenas dois não eram bolsistas da Fundação de Amparo à Pesquisa-Centro de Aperfeiçoamento de Professores do Estado de São Paulo (Fapesp/Capes). A coordenação do projeto, foi de Yara Struffaldi De Vuono, do Instituto Biológico: Antonio Carlos Primo Nalesso Lemos, do Instituto Geológico e professores pesquisadores Elisabete Aparecida Lopes, Sílvia Antonia Corrêa Chiea, Míriam Ramos Gutjahr, Carlos Fernando de Aguiar Meirelles e Julian Garcia Alves de Almeida. O curso constou de 408 horas e aconteceu aos sábados, domingos e feriados, com aulas teóricas e trabalhos de campo. Várias pesquisas foram realizadas, entre elas, destaca-se o estudo do micro-clima da própria cidade de Presidente Venceslau. Vários trabalhos de arte das Escolas Estaduais foram expostos sobre o tema meio ambiente. EXPOSIÇÃO - Esses trabalhos poderão ser vistos durante a Feira de Ciências e Artes do Colégio Cooperativo de Presidente Venceslau (I FECART), no dia 1 de dezembro de 2000, no recinto do salão de festas da igreja N. S. de Fátima. Participaram do evento, lideranças políticas, educacionais e entidades da região, além de representantes de diversos Clubes de Serviço de Presidente Venceslau. A dirigente regional de Ensino de Santo Anastácio que também é Presidente da Associação Ecológica Ararajuba de Regente Feijó, fez a entrega oficial do CD-Rom de Educação Ambiental do Pontal do Paranapanema, produzido pela Associação Ecológica Ararajuba de Regente Feijó e CBH-PP(Comitê da Bacia Hidrográfica do Pontal do Paranapanema) a Yara Struffaldi De Vuono, que no ato esteve representando o diretor do Instituto de Botânica de São Paulo.