Notícia

Agência C&T (MCTI)

Primeiro dicionário da língua portuguesa está disponível na internet

Publicado em 29 abril 2008

O primeiro dicionário da língua portuguesa foi digitalizado por alunos e docentes do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) da Universidade de São Paulo (USP) e já está disponível para consulta pública e gratuita na internet.

O trabalho de digitalização, que durou cerca de um ano e meio, contou com apoio financeiro da Biblioteca Guita e José Mindlin. Trata-se do Vocabulário portuguez e latino, de autoria do padre Raphael Bluteau (1638-1734), que nasceu em Londres e mudou-se para Portugal em 1668.

O projeto incluiu ainda a criação de um sistema de busca, em que o usuário pode procurar uma palavra tanto com base na ortografia atual como naquela empregada no século 18.

Verbetes

O dicionário é composto por cerca de 43,6 mil verbetes. De acordo com a coordenadora do projeto Dicionários no IEB, Márcia Moisés Ribeiro, a idéia de digitalizar o Vocabulário Portuguez e Latino, surgiu em outro projeto de digitalização de obras raras, o Brasil Ciência, desenvolvido no Instituto de Estudos Brasileiros da USP, entre 2002 e 2006, com apoio da FAPESP na modalidade Jovem Pesquisador.

Por ser um dicionário antigo, foi necessário pensar num sistema de busca de verbetes que englobasse tanto a grafia original da palavra no dicionário quanto sua grafia equivalente no português do Brasil atual, disse a pesquisadora.

A palavra "açúcar", por exemplo, também pode ser encontrada pela grafia "assucar", segundo a Agência Fapesp. A navegação pelo sistema pode ser feita ainda por meio de cada letra do alfabeto.

"O sistema de pesquisa foi bem difícil de fazer. Estruturamos todos os quase 43,6 mil verbetes para que eles possam ser procurados tanto com a ortografia da época quanto pela que usamos hoje, para facilitar", disse Márcia.